Vivo foi a operadora que mais saiu do ar nos últimos meses

Comparativo especial feito pelo Minha Operadora mostra a quantidade de vezes que cada prestadora falhou com seus clientes; confira.

Imagem: Unsplash

Não há como evitar! Vez ou outra, os usuários vivem uma relação de amor de ódio com suas operadoras de telefonia, banda larga e TV por assinatura. Porém, no comparativo, qual delas registrou mais instabilidades que as concorrentes? São dados que podem influenciar na escolha de um consumidor?

Não necessariamente. Ao julgar pelo cenário geral do Brasil, o principal critério de escolha para um cliente é a amplitude da cobertura, especialmente se relacionada ao 4G. Mas os moradores de capitais possuem mais opções e podem considerar a empresa que entrega com mais qualidade.


Para fazer o levantamento, utilizamos os dados do DownDetector. O portal é conhecido por mapear instabilidades de diversos serviços, em vários países do mundo. A administração é da empresa Ookla, responsável também pelo SpeedTest.

A plataforma utiliza relatos de clientes para registrar que uma operadora está com dificuldades. As notificações contam pontos e se excederem a margem de tolerância definida, a falha é identificada e ganha destaque no painel.

O sistema do portal armazena apenas as 50 últimas instabilidades de cada operadora, mas nenhuma delas extrapolou a quantidade, exceto a Vivo. Portanto, a análise considera o mês de julho até a presente data de publicação da matéria. Ou seja, os últimos cinco meses.

Assim, teremos parâmetros igualitários para entender qual companhia entregou com mais qualidade aos seus consumidores.

A única exceção é para a análise dos produtos que mais sofreram com a instabilidade das empresas, pois o armazenamento do site só mostra essa informação de setembro até o presente.

Quais foram os serviços mais afetados?

Vivo

Fibra ótica? TV por assinatura? Internet móvel? Quando uma operadora sai do ar, qual é o produto mais afetado ou mais frágil da oferta de cada uma? É o que vamos saber nos gráficos a seguir.

Com a Vivo, por exemplo, o número de queixas se divide entre internet, telefone, TV e SMS, mas a distinção pode variar de acordo com a página de cada operadora no portal. O critério de divisão do DownDetector é desconhecido, mas muito provavelmente é feito de acordo com os relatos.

LEIA SOBRE AS ÚLTIMAS FALHAS DA VIVO

–> Usuários relatam falhas nas redes da Vivo e TIM

–> Sinal da Vivo apresenta instabilidade em diversas partes do Brasil

–> Vivo enfrenta instabilidades nas últimas horas

A operadora da Telefônica é campeã de queixas sobre internet, mas o site não diferencia a banda larga da internet móvel, portanto, as duas englobam a parte destacada do gráfico.

TIM

A página da prestadora é mais detalhista em relação aos serviços afetados por instabilidades da marca. Há classificações como Internet, Internet via celular, 4G, Falha geral e celular.

Os resultados são mostrados no gráfico a seguir:

A grande campeã de reclamações foi a internet da operadora. Mas, é bem provável que a maior quantidade destacada no gráfico seja, majoritariamente, sobre a conexão móvel da TIM. Na banda larga, a operadora ainda tem uma atuação pequena.

RELEMBRE AS ÚLTIMAS QUEDAS DA TIM

–> TIM enfrenta instabilidades nesta segunda-feira, 24

–> Clientes da TIM viveram quarta-feira de pane em Brasília

–> Usuários reclamam de instabilidade em rede 4G da TIM

Claro

Claro e NET ainda possuem páginas separadas no DownDetector. Por isso, unimos os números de ambas para trazer o panorama geral da marca, já que a junção oficial ocorreu em 2019.

No gráfico de problemas mais reportados, há internet, telefone, TV, SMS e Falha geral. Entretanto, o último só está presente nas reclamações da NET, portanto, pode se referir apenas aos serviços de TV e banda larga.

Curiosamente, o número de reclamações referentes ao telefone da Claro é maior que o da concorrência, mas a empresa segue o padrão em ter a internet como a grande vítima das instabilidades. Aqui, novamente, sem a distinção entre móvel e fixa.

CONFIRA ALGUNS MOMENTOS DE FALHA NA OPERADORA:

–> Usuários em diversas cidades relatam falha na rede da Claro

–> Problema em equipamento tira sinal da Claro do ar em São Paulo

–> Usuários relatam instabilidade nos serviços móveis da Claro

Oi

Nos gráficos do DownDetector, os produtos listados da tele são SMS, telefone e internet. No comparativo, os números são baixos. Especialmente se levarmos em conta que a empresa faz parte das convergentes, ou seja, que oferecem vários produtos no mercado de telecomunicações.

REVEJA AS FALHAS DA OI

–> Tabaporã fica 7 dias sem sinal de telefonia da Oi e Vivo

–> Vulnerabilidade na Minha Oi deixou clientes com internet ilimitada

–> Sinal da operadora Oi apresenta instabilidade em vários estados

Algar

Sobre a Algar, é necessário destacar que os baixos números no gráfico de distinção de produtos não significam um cenário positivo para a operadora. Como foi destacado acima, os serviços afetados só são visíveis a partir de setembro.

Portanto, a prestadora apresenta números menores que a Oi apenas por ter registrado mais problemas antes do mês supracitado.

A atuação, por exemplo, é menor do que a da concorrente carioca. Portanto, pode ser alarmante que a marca tenha mais instabilidades do que uma empresa com uma atuação maior e mais clientes.

ENTENDA A FALHA QUE LEVOU A ALGAR SER ACIONADA PELO PROCON:

–> Algar Telecom tem falha de telefonia e internet nesta terça

–> Algar Telecom é acionada pelo Procon depois de pane

–> Algar Telecom lança plano convergente

Outras

* A Nextel não será incluída entre os gráficos, pois apesar de ter saído do ar em 2019, a operadora só trabalha com linhas móveis.

* SKY e Sercomtel não constam nos registros de instabilidades do DownDetector no ano em curso.

Qual delas mais saiu do ar?

Nos meses de análise, a Vivo foi a grande recordista em instabilidades. A operadora saiu do ar 48 vezes. Em segundo, surge a TIM com 26 registros no site. Abaixo, um ranking com o panorama geral das operadoras.

Nas últimas posições, Algar e Oi seguem com pouca diferença. Nessa disputa, podemos destacar a presença da operadora carioca, que possui uma maior base de clientes, atuação mais ampla e consegue entregar com mais qualidade do que concorrente em menor operação.

Qual se destaca?

Antes de entender se os dados são positivos ou negativos para as operadoras, é importante colocar um fator em jogo: a fatia de mercado que cada uma possui, assim como a gama de serviços. Na telefonia, a Vivo é a grande líder.

Em sequência surge a Claro, TIM, Oi, Nextel, Algar e Sercomtel.

Uma operação maior tem mais chances de sofrer com instabilidades do que uma de menor atuação. Entretanto, na briga entre Claro, TIM, Oi e Vivo, é alarmante que a empresa da Telefônica tenha saído do ar 48 vezes apenas nos últimos 5 meses.

TIM e Claro são as duas maiores concorrentes em número de clientes e o número de ambas é quase 50% menor. A segunda, por sinal, é líder em outros segmentos.

Na TV por assinatura, a Vivo tem 18 registros contra 4 da Claro, que possui a maior fatia de mercado. Portanto, os números podem servir como alertas para a operadora da Telefônica, que talvez precisa fortalecer sua operação.

Entre as empresas convergentes, a Oi apresenta um número baixo de reclamações.

Abaixo, um gráfico para conferência da fatia de mercado que cada empresa de telecomunicações possui.

No ranking, Claro e TIM estão quase empatadas, mas a empresa da América Móvil pode ser vista em vantagem por oferecer mais serviços do que a concorrente da Telecom Itália. Além do mais, possui um maior número de clientes.

2018 x 2019

Ano passado, produzimos uma matéria semelhante aqui no Minha Operadora. Hoje, a fins comparativos, ela será a nossa base para entender o que mudou de um ano até aqui. Nela, o total de cada empresa foi considerado, não um determinado intervalo de tempo.

Mas o cenário não é muito diferente do que foi registrado. A Vivo também teve o maior registro de reclamações. Na sequência, surgia a TIM com uma a menos que a concorrente.

O que mudou de lá até aqui foi a junção Claro e NET. Com as queixas de ambas, o número da operadora subiu e empatou com a TIM, mas a primeira prestadora mencionada leva vantagem por oferecer mais serviços, possuir mais clientes e ter um número menor de reclamações.

Você pode conferir a matéria produzida no ano passado pelo botão abaixo:

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Jean Michel Skaleé

Apesar de não usar muito celular, mantenho vivo easy e claro prezao diário. Já passei por alguma situação que precisava me comunicar pelos serviços da operadora e no momento estar fora, ficando na mão.

Cidade - UF
Marechal Candido Rondon -PR
Erick Nilson Silva

A Oi sai fora do ar na minha cidade algumas vezes , mas por conta de raios e de manutenção na rede. A TIM toda semana sai fora do ar…

Cidade - UF
Anapolis GO
Vinícius Guerra

Se a Vivo sai do ar imagine as outras operadoras!

Cidade - UF
Rio de Janeiro
Rafael Hipólito

Comparação fraca, se a Vivo é a maior base de clientes do país, é esperado que o maior número de reclamações seja dela.

Empresa A: Tem 100 clientes e 50 deles reportaram instabilidades.

Empresa B: Tem 1000 clientes e 100 deles reportaram instabilidades.

Eu considero a empresa B melhor, pois 10% dos clientes reportaram problemas, contra 50% da empresa A.

Cidade - UF
São Paulo