InícioTV por AssinaturaStreamings desbancam o consumo de conteúdo e vídeo da TV aberta e...

Streamings desbancam o consumo de conteúdo e vídeo da TV aberta e por assinatura

Dados apontam que as plataformas digitais têm ganhado maior audiência no horário nobre da TV brasileira, desbancando Globo e SBT.

Durante o ano de 2021, foi possível observar o surgimento e a consolidação dos streamings no Brasil. A cada mês que se passava novas plataformas surgiam, dos streamings as IPTVs. A pandemia de 2020 evidenciou o crescimento desse segmento, sendo que a TV aberta e por assinatura foram sendo substituídas pelos conteúdos digitais transmitidos pela internet.

De acordo com o site Notícias da TV, os streamings tiveram um crescimento de 27% na chamada média-dia (das 7h à meia noite) no Painel Nacional de Televisão (PNT), representando um ibope das 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil. Na comparação de janeiro a novembro de 2020 com o mesmo período no último ano, o crescimento foi de 5,9 para 7,5 pontos.

A TV por assinatura teve uma queda de 6,6 para 5,3 pontos, o que representa 20%, que acontece também pela desistência das pessoas em adquirir assinatura de TV paga, optando pelas assinaturas de streamings. Outro fator é que os eventos esportivos e canais de notícias já podem ser encontrados nas plataformas e não somente séries e filmes.

Nesse levantamento, os streamings são classificados como “conteúdo de TV/Vídeo sem referência”, o que inclui tanto Netflix, Amazon Prime Video, HBO Max e semelhantes, como YouTube e videogames ou DVDs. Ou seja, tudo que se encontra fora da programação linear da TV. Vale ressaltar que essa medicação também não foi considerada o uso nos aparelhos móveis, como celulares ou tablets, mas somente a televisão.


LEIA TAMBÉM:

–> São Paulo Futebol Clube pretende lançar seu próprio serviço de streaming

–> Plataforma de streaming de graça? Conheça Itaú Cultural Play

–> Blockbuster pode ter sua própria plataforma de streaming

O streaming Globoplay tem um parcela nesse consumo registrado, de acordo com o Notícias da TV. A plataforma foi a única que teve os melhores índices do que a soma de todo o conteúdo de TV/Vídeo sem referência, sendo que registrou 14,4 pontos na média-dia de janeiro a novembro de 2021.

As plataformas como Netflix , YouTube, e outros apresentaram uma ameaça a TV tradicional no horário das 18h à meia (horário nobre), onde teve perda de público na Globo e no SBT, no último ano. Entre janeiro e novembro de 2020, o consumo das plataformas digitais teve 7,4 pontos, sendo que no mesmo período de 2021, houve o crescimento para 9,3 pontos, nesse mesmo horário.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários