InícioInternet Banda LargaRompimento de fibra óptica deixa Vivo fora do ar em SP

Rompimento de fibra óptica deixa Vivo fora do ar em SP

Consumidores da marca ficaram sem telefonia, banda larga e TV por assinatura durante o transtorno.

Ilustração que remete a falha de carregamento, devido a internet ruim
Imagem: Pixabay (Ilustraçaõ de fundo) + Logotipo da Vivo

A sexta-feira (08) foi de conflito e transtorno para os clientes da Vivo em São Paulo, mais precisamente nas cidades de São Carlos e Araraquara. Serviços da operadora como telefonia, banda larga e TV por assinatura ficaram completamente fora do ar. A falha afetou até mesmo serviços de emergência como o telefone da Guarda Municipal e Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência), ambos atendem as regiões.

Os relatos começaram a surgir durante a manhã e no período da tarde ainda haviam reclamações referentes a falhas nos serviços da operadora. Mas, uma atualização da operadora logo surgiu e esclareceu que se tratava do rompimento da fibra óptica que atende ambos os municípios.


A empresa destacou que realiza o monitoramento frequente de sua rede por questões de qualidade e segurança.

Todos os clientes foram orientados a entrar em contato pelo site ou nos canais oficiais para tratar qualquer problema relacionado no Facebook ou Twitter. Na segunda-feira, 4 de outubro, data da fatídica falha das redes sociais, as operadoras também registraram instabilidades, de acordo com o que foi relatado.

VEJA TAMBÉM:

–> Claro leva fibra óptica para cidade de Santa Catarina

–> Internet fibra óptica do Facebook terá ‘robôs’

–> Oi expande rede de fibra óptica em mais uma cidade de Santa Catarina

No Downdetector, o gráfico não teve um crescimento expressivo por se tratar de problemas mais regionais. No entanto, a cidade de São Carlos e até mesmo Campinas estiveram entre as localizações nas quais registraram mais relatos. A banda larga aparece com 43% entre os problemas mais notificados, seguido por “Falha Geral” com 34%.

Em nota disparada para a imprensa, vale destacar que a empresa não esclareceu se os serviços já es encontram normalizados ou se há alguma previsão, em caso de não estarem.

Com informações de G1

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários