InícioTecnologiaFalha que causou queda do Facebook, WhatsApp e Instagram é revelada

Falha que causou queda do Facebook, WhatsApp e Instagram é revelada

Entre rumores de roubo de dados e hackers, o Facebook revelou a falha que provocou a interrupção por 6 horas das redes sociais; descubra.

Nesta segunda-feira (4), o mundo ficou sem acesso às redes sociais WhatsApp, Facebook e Instagram. As plataformas ficaram fora do ar por cerca de 6 horas. A falha dos serviços começou por volta das 12h30 e só retornou a noite.

Segundo comunicado oficial assinado pelo engenheiro de infraestrutura da empresa, Santosh Janardhan, a interrupção das redes foi provocada por uma “mudança de configuração defeituosa” nos servidores, ou seja, falha interna.

“Queremos esclarecer que acreditamos que a causa da queda foi uma mudança de configuração”, esclareceu.


A empresa informou que o que provocou a falha nas redes sociais foi um problema nas configurações dos seus routers, em que ocorreu uma alteração nos roteadores de backbone que são responsáveis pelo tráfego de rede, impedindo a comunicação entre os servidores do Facebook.

LEIA TAMBÉM:

–> Coincidência? Dados de usuários do Facebook são colocados à venda

–> WhatsApp, Instagram e Facebook estão fora do ar; veja posicionamento da empresa

–> Operadoras de telefonia também registraram falhas na segunda-feira

“Esta interrupção do tráfego na rede teve um efeito de cascata na forma como os nossos data centers comunicam entre si, interrompendo todos os serviços”, explicou a empresa.

A companhia também deixou bem claro que a interrupção das plataformas não foi causada por ataques de hackers e que os dados dos usuários estão protegidos.

No entanto, a situação não é boa para a companhia, pois no mesmo dia da pane geral, surgiu a informação de que 1,5 milhões de dados de usuários do Facebook estavam a venda na dark web, espaço da internet usado para comércio ilegal.

“Também não temos evidências de que os dados do usuário tenham sido comprometidos como resultado desse tempo de inatividade”, defendeu a empresa.

Não tem como dizer que há relação entre as duas situações, pois a venda na dark web está ativa desde setembro. O que chamou a atenção foi apenas a coincidência da informação da venda de dados ter ocorrido no mesmo dia da queda geral das redes sociais.

Com informações do Diário do Nordeste

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários