Oi emite títulos em dólares com o objetivo de refinanciar dívidas

Analistas consideram que a emissão tem um preço alto em relação a outras ofertas do tipo.

Oi emite títulos em dólares com o objetivo de refinanciar dívidas

Nesta terça-feira, 27 de julho, a Oi (OIBR3/OIBR4) anunciou que colocou à venda no mercado internacional um título em dólares no valor total de US$ 880 milhões (R$ 4,5 bilhões na cotação atual do dólar). A empresa espera que a emissão seja concluída até 30 de julho de 2021.

A emissão será feita pela Oi Móvel e terá vencimento em 30 de julho de 2026. Segundo a operadora, os recursos levantados serão utilizados para o pagamento da primeira emissão de debêntures da empresa, no valor de R$ 2,5 bilhões (incluindo juros e encargos), a título de financiar a reestruturação atual da empresa. O restante será utilizado para ser gasto em fins corporativos gerais da Oi.

A remuneração será feita a juros semestrais de 8,75% ao ano. O percentual é considerado alto por fontes especializadas, quando comparado com outras emissões de títulos em dólares semelhantes realizadas neste ano por outras empresas. Por outro lado, os juros são mais baratos do que os 13,67% das debêntures que a empresa quer refinanciar com os recursos.

Segundo o novo plano estratégico da Oi para o triênio 2022-2024, a ideia da companhia é quitar dívidas existentes, além de focar no serviço de fibra, simplificar operações, resolver questões de concessão e diversificar receitas. Porém, analistas consideram que o plano é arriscado e que a empresa gastará quase todo o dinheiro levantado na venda de ativos.

VEJA TAMBÉM:

–> Quanto tempo pode demorar a venda da Oi Móvel? Entenda o ‘imbróglio’

–> Cade reconhece que análise da venda da Oi Móvel é complexa

–> Ações da Oi desabam na Bolsa de Valores

A operadora está em processo de recuperação judicial desde 2016. No momento, a empresa está sendo reestruturada, com a divisão de ativos e venda dos mesmos. Já foram feitos leilões para a alienação de data centers, torres, operação móvel e de fibra. A empresa ainda pretende vender a unidade de TV por assinatura via satélite.

No último pregão, as ações ordinárias da Oi fecharam em alta de 5,22%, sendo cotadas a R$ 1,21, após acumularem queda de 21,77% desde o dia 20 de julho, quando foi apresentado o novo plano trienal. Já os papéis preferenciais encerraram o dia de ontem com alta de 1,61%, sendo comercializadas a R$ 1,89.

Com informações de Relações com Investidores Oi, Investing e Money Times.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários