Claro terá plano inicial de 50 GB para o 5G DSS

Revolucionária ou precipitada? Entenda como a Claro mostrou o potencial do seu novo 5G.

Reprodução YouTube - Evento de lançamento da Claro
Imagem: Reprodução YouTube

Nesta quarta-feira, 8 de julho, a Claro oficializou o lançamento da conectividade de quinta geração, o 5G. Para quem ainda não entendeu, trata-se de uma prévia do que ainda vem por aí, após o leilão de espectros da Anatel.

Em suma, a operadora vai viabilizar a conexão pelas frequências que já possui. É um sistema (DSS) com capacidade para reconhecer se há terminal disponível na região para disponibilizar a conexão 5G no smartphone do cliente.


A operadora, inclusive, explica que é como uma estrada com pista para veículos de diferentes velocidades. É o caso da novidade disponibilizada pela empresa, onde 4G, 4.5G e 5G DSS estarão nas mesmas frequências.

De início, tudo estará concentrado na banda de 2600 MHz, a mais larga que a Claro possui.

Questionado sobre planos e valor do aparelho, Paulo Cesar Teixeira, CEO da operadora, destacou que a empresa fará uma boa oferta para que usuários possam adquirir o Motorola Edge.

Os planos serão os mesmos comercializados atualmente, independente da tecnologia, ou seja, o usuário não terá que pagar um valor a mais para ter acesso ao 5G. Basta estar com o smartphone que oferece suporte para a conectividade.

Já o Motorola Edge será promovido junto com um plano de 50 GB, onde os consumidores terão condições especiais para adquirir e parcelar em 12 vezes de R$269, sem juros. No total, o valor fica em R$ 3.228.

VIU ISSO?

–> Como a Claro vai ofertar ‘5G’ antes do leilão de frequências?

–> Claro defende atrasar leilão do 5G

–> Claro faz holograma em demonstração 5G

Como a Claro mostrou o potencial do ‘5G prévio’

Teste realizado no evento de lançamento da Claro
Imagem: Reprodução YouTube

Mas, a grande questão é que o 5G DSS não é exatamente tão impressionante quanto o 5G, mas suficiente para oferecer uma experiência digna da quinta geração de conexão móvel.

Para provar o potencial da nova conectividade, a Claro preparou uma série de ações em seu evento especial de lançamento.

Em uma delas, Karina Simões, especialista em pilotagem de automóveis, entrou em um carro totalmente coberto, sem qualquer possibilidade de visão externa, e conduziu o veículo diretamente pelo smartphone.

Tal feito só foi possível graças ao 5G DSS, que além de oferecer maior velocidade de navegação, diminui o tempo de resposta para execução dos comandos.

De fato, foi a experiência mais impressionante do evento, para mostrar a capacidade dessa prévia do 5G que os brasileiros terão nos próximos, mesmo que a verdadeira revolução fique para quando o leilão de frequências finalmente for realizado.

O início da operação será em São Paulo e Rio de Janeiro. Sobre a escolha das duas cidades, o CEO da Claro afirma que o alto tráfego que possuem nas localidades pesou na decisão, assim como a demanda em ambas localidades.

Mas, o cronograma de expansão da conectividade para outras regiões ainda é um segredo guardado.

Confira os bairros de ambas capitais que vão ganhar a cobertura do 5G DSS:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários