Operadoras brasileiras anunciam união inédita

Teles deixaram a concorrência de lado em combate a pandemia do COVID-19; entenda a iniciativa.

Imagem oficial da campanha
Imagem: Divulgação da campanha

As maiores operadoras de telecomunicações do país divulgaram uma união inédita em combate ao novo coronavírus. Claro, Oi, TIM e Vivo assinam a iniciativa com divulgação pela hashtag #FiqueBemFiqueemCasa.

Juntas, as marcas querem garantir uma conexão estável para todos os brasileiros, assim como o atendimento, entretenimento, informação e conscientização.


Todas estão com diversos canais da TV por assinatura liberados, isenção de franquia para checar os canais e aplicativos do governo e acesso gratuito aos principais meios de informação do país.

Questões reforçadas anteriormente como fechamento de lojas físicas, reforço dos canais de relacionamento digitais, comitês para resolução de crises, cancelamento de eventos e esvaziamento de prédios com casos suspeitos também entram nas prioridades de todas as teles.

Portanto, a proteção aos colaboradores não é um tema esquecido pelas prestadoras.

CONFIRA AS ÚLTIMAS AÇÕES DAS OPERADORAS EM COMBATE AO CORONAVÍRUS:

–> Coronavírus: Vice-presidente da TIM defende máximo isolamento

–> Oi Play com filmes liberados para curtir durante reclusão

–> TIM e Prefeitura do Rio vão rastrear celulares da população

–> Claro amplia ações para contribuir com prevenção ao coronavírus

Em recente entrevista para a EXAME, Rodrigo Abreu, CEO da Oi, deu uma declaração que ajuda ainda mais a entender a iniciativa.

O executivo destacou que agora a competição fica de lado. Se uma está com problemas, vira um problema do setor inteiro.

A grande importância agora é garantir a conexão de todos os brasileiros, assim como outros serviços de telecomunicações, que passaram a ser considerados como essenciais.

Na quarentena ou reclusão domiciliar recomendada, atividades de educação, trabalho, entretenimento e outras estão concentradas inteiramente na web. Até mesmo medidas para evitar uma sobrecarga já foram tomadas.

Serviços como Netflix, Globoplay e YouTube foram orientados a reduzirem suas qualidades de transmissão para poupar a infraestrutura das operadoras brasileiras. Outros também serão instruídos a fazerem o mesmo.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

3
DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Jefferson
Colaborador
Jefferson

Fique em em casa por causa do vírus…
Fique em casa por causa do desemprego…
Fique enterrado por causa da fome…
Isso aí 👏🏻

Cidade - UF
Recife - PE
Jean Michel Skaleé
Colaborador
Jean Michel Skaleé

Se tem essa união, pq as operadoras não liberam o sinal de suas antenas para as demais? Se formos ver, muitos ainda tem q trabalhar ou se deslocar para algum lugar que sua operadora não tem sinal e aí oq adianta essa campanha que quando precisa não pega sinal e só pega da outra operadora, ficando aí somente emergência?(nem q liberasse apenas o uso de ligação e sms, e até dados limitando a velocidade ou só no 3g)

Cidade - UF
Nova Santa Rosa-PR
Alexsandro Almeida
Colaborador

Unidas seria se tivesse um compartilhamento total de rede.
Isso sim seria benéfico para todos.

Cidade - UF
São Gabriel da Palha-ES