TIM e Prefeitura do Rio vão rastrear celulares da população

Sistema para monitorar a movimentação de pessoas pode ser adotado em outros estados.

A Prefeitura do Rio de Janeiro fechou uma parceria com a operadora TIM para implantar um sistema que monitora o deslocamento da população durante a crise do coronavírus. Um projeto parecido já tinha sido utilizado durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas realizadas no Brasil.

O sistema permite rastrear a concentração das pessoas em regiões afetadas pela pandemia.


A solução gera “mapas de calor” a partir do sinal dos celulares dos usuários. A operadora fará o monitoramento por meio da triangulação das antenas espalhadas pela cidade do Rio de Janeiro.

Segundo a TIM, todas as informações coletadas são anônimas, respeitando-se a legislação atual quanto à confidencialidade e segurança dos dados pessoais. A companhia também afirma que o sistema pode ser replicado em outros estados.

VIU ISSO?

–> Alerj quer navegação gratuita em serviços de streaming

–> COVID-19: Operadoras se comprometem a manter Brasil conectado

–> Coronavírus: RJ e BH apresentam dificuldades de conexão, diz NIC.br

“Para TIM é muito importante poder apoiar o País nesta fase desafiadora, fornecendo ferramentas essenciais para o controle da doença”, disse Leonardo Capdeville, chefe de tecnologia e inovação da operadora.

O monitoramento de celular já tem sido utilizado na Itália e em outros países europeus, para que órgãos avaliem a tendência de mobilidade da população e entender se as pessoas estão respeitando a quarentena do Covid-19.

Com informações de Época Negócios.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários