Início Site

IHS Towers compra mais de 2 mil torres da Torresur por R$ 1,7 bilhão

Nesta segunda-feira (24), a operadora de torres e infraestrutura IHS Towers, sócio da TIM na empresa de rede neutra I-Systems, anunciou a compra de 2,115 mil torres da São Paulo Cinco Locação de Torres (SP5), parte do portfólio do grupo Torresur. O negócio foi feito por um valor de US$ 315 milhões, o equivalente a 1,7 bilhão pelo câmbio de hoje.

Com as novas aquisições, o grupo africano alcança o total de 7 mil torres instaladas no Brasil, além da rede de fibra óptica da I-Systems, que chega a 6,4 milhões de ciclos, comprada da TIM Live em 2021. Além disso, a compra da SP5 irá acrescentar US$ 38 milhões (R$ 209 milhões) nas receitas da IHS. Ao EBITDA (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortizações), somará US$ 36 (R$ 198 milhões).

De acordo com a IHS, em evento internacional voltado a investidores no começo de 2022, a estratégia é combinar ativos móveis e de fibra como diferencial para atender no atacado as operadoras que investem no 5G. As torres da SP5 estão distribuídas por 25 dos 27 estados do Brasil.

A empresa também informou que os funcionários da adquirida não devem ser transferidos para a compradora durante o processo, que ainda depende de aprovações regulatórias e há expectativa de conclusão neste primeiro trimestre de 2022.

Essa é a quinta aquisição feita pela IHS Towers desde que entrou no mercado do Brasil, em 2019. Torres também foram compradas da Cell Site Solutions (CSS), da Skysites e da Centennial Towers, em operações que envolvem os mercados do Peru e Colômbia.

LEIA TAMBÉM:

–> Globo vende torres de transmissão para a IHS

–> Nova Lei das Antenas é sancionada pela Prefeitura de São Paulo

–> Lei das Antenas: 5G anda a passos lentos em municípios brasileiros

Para a TorreSur, o negócio foi classificado como a culminação da estrangeira de valorizar ativos no setor. O grupo tem 2,8 mil torres no país, sendo que já vendeu 3 mil das 6 mil estruturas adquiridas no Brasil (parte delas oriundas da Oi). O fundo norte-americano Providence Equity Partners é o principal investidor da empresa.

“A venda do nosso portfólio da SP5 representa a culminação da estratégia de criar infraestrutura importante em áreas historicamente pouco atendidas. Desde a aquisição [da SP5 por nós], nosso time focou no crescimento orgânico de receita, resultando em um excelente retorno para nossos investidores”, afirmou Jimmy Eisenstein, presidente do conselho e CEO do Grupo Torresur.

Oi fecha novembro com caixa operacional negativo em R$ 165 milhões

Na sexta-feira (21), o Escritório de Advocacia Arnoldo Wald, que administra a recuperação judicial da Oi, divulgou o relatório com os dados mensal da empresa, onde registrou uma redução de R$ 137 milhões no caixa financeiro (queda de 5%), acelerando o movimento queima já mencionado no mês anterior.

No relatório, a Oi fechou o mês de novembro com R$ 2,628 bilhões de caixa financeiro, após geração operacional líquida negativa de R$ 165 milhões no mês. Sendo que esse resultado ocorreu mesmo com a alta de R$ 81 milhões nos recebimentos registrados pela empresa em novembro, de R$ 2.284 bilhões. O aumento de venda de recargas para parceiros e maior remuneração com serviços de uso de rede foram as principais causas.

Entretanto, os pagamentos da Oi também cresceram e registraram R$ 2.250 milhões após gastos de R$ 164 milhões maiores em novembro. A maior parte do aumento foi vinculada a um maior pagamento de fornecedores de materiais e serviços.

Nesse mesmo tempo, os investimentos da empresa somaram outros R$ 198 milhões, representando uma queda de R$ 56 milhões ante outubro. Mesmo com a redução, a diferença entre os recebimentos e os pagamentos/investimentos da Oi resultou em uma geração operacional negativa de R$ 165 milhões.

LEIA TAMBÉM:

–> Ações da Oi dispararam no início da semana; saiba por que

–> Oi incorpora nova fonte renovável em sua matriz energética

–> Parte da operadora de satélites Hispamar é vendida pela Oi

A redução no caixa foi limitada aos números finais de R$ 137 milhões, considerando os R$ 26 milhões de entradas com operações financeiras e outros R$ 2 milhões originados de operações non-core. Em outubro, o saldo também foi negativo, mas em R$ 71 milhões.

A Oi, que está em recuperação judicial, aguarda aprovação da venda de sua unidade móvel para as operadoras TIM, Vivo e Claro pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), uma vez que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já autorizou a transação.

Vivo abre 300 vagas de emprego exclusivas para pessoas com deficiência

Focada na pauta da diversidade e inclusão, a operadora Vivo está com processo seletivo para o preenchimento de 300 vagas de emprego exclusivas para pessoas com deficiência para a área de experiência do cliente. As oportunidades são para as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza, Vitória e Salvador, sendo que são para atuar como atendente, em formato home office.

No dia de fevereiro, a Vivo irá promover uma feira online para esclarecer as dúvidas sobre as atribuições das atividades. Os interessados podem fazer a inscrição pelo link.

Para concorrer a uma das vagas disponibilizadas pela operadora, é necessário que o candidato tenha domínio de informática e pacote office, além de entusiasmo e energia para fazer acontecer. Além disso, embora não seja um pré-requisito, ter ensino médio completo, estar cursando ou ter concluído o ensino superior serão considerados um diferencial.

De acordo com a operadora, o processo seletivo será online e o salário é compatível com o que é oferecido no mercado. Os selecionados terão direitos a diversos benefícios, como vale refeição e transporte; plano de saúde e odontológico; seguro de vida; day off de aniversário; plano móvel controle, desconto especial em linha fixa, banda larga, TV por assinatura e apps, além de licença parental.

LEIA TAMBÉM:

–> 5G deve gerar 50 mil oportunidades de emprego somente em 2022

–> Vivo abre mais de 70 vagas de emprego em São Paulo

–> Vivo lança plano banda larga com Globoplay; saiba o valor

Além disso, os selecionados ainda terão auxílio home office e a operadora fornecerá também equipamentos como notebook, mesa e cadeiras para a execução do trabalho a distância. A Vivo também destaca que os interessados em concorrer a uma das vagas precisam enviar um laudo informando sobre as limitações e acessibilidades necessárias.

Ricardo Miras, diretor de Experiência do Cliente, afirma que

“Somos uma marca inclusiva e entendemos a importância de termos mais pluralidade e representatividade dentro da companhia. Acreditamos que a diversidade de pessoas é um diferencial de inovação, que contribui para uma melhor experiência junto aos nossos clientes”.

5G deve gerar 50 mil oportunidades de emprego somente em 2022

0

A chegada do 5G no Brasil vai trazer muitos avanços nos mais diversos segmentos do mercado, como agronegócio, telemedicina e internet das coisas. De acordo com uma estimativa da Conexis, que reúne empresas de telecom, e a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), a nova rede de conectividade deve gerar cerca de 50 mil novos empregos em 2022 no Brasil.

A partir do leilão de frequência do 5G realizado em novembro de 2021, as empresas de telecomunicações e seus fornecedores de equipamentos já estão contratando operários para a instalação de cabos e antenas para o 5G. As teles estão comprometidas com investimento de quase R$ 40 bilhões nos próximos anos.

Até 2025, mais de 670 mil novas vagas de emprego podem surgir em função da quinta geração de internet móvel em diferentes áreas, consolidando assim novos profissionais. Além da área tecnológica, a rede vai abrir um leque de possibilidades para especialistas de dados, inteligência artificial, impressão 3D e segurança da informação.

Em 2021, as principais empresas de telecomunicações aumentaram seus investimentos em 4,8%, em comparação a 2020, sendo que nos últimos 4 anos, apresentou um crescimento médio de 3,6%.

Em dezembro de 2021, quando os dados foram divulgados, o presidente executivo da Conexis, Marcos Ferrari, afirmou que o pivô de todos os investimentos de 2022 será o 5G. No entanto, Ferraria disse que o país passará por uma “transição suave” de tecnologias.

LEIA TAMBÉM:

–> Dinheiro dos compromissos do leilão 5G devem ser depositados pelas teles em fevereiro

–> Lei das Antenas: 5G anda a passos lentos em municípios brasileiros

–> Anatel aceita incluir Anhanduí e Rochedinho na implantação do 5G

“O 4G continuará a se expandir no país. O 5G depende da evolução de outros setores produtivos: agricultura, indústria, medicina, educação. Então, a depender do comportamento desses vetores, poderá estimular mais investimentos. Mas sempre na lógica de substituição tecnológica. É uma mudança de composição”, explica Ferrari.

Leilão 5G

O leilão do 5G foi realizado em novembro de 2021, onde arrecadou R$ 46,8 bilhões, sendo que o valor referente à soma dos R$ 7,4 bilhões das outorgas e de R$ 39,4 bilhões em obrigações que deveriam cumprir, a partir dos compromissos assumidos pelas empresas. Entre esses compromissos está a implantação de internet nas escolas públicas e a instalação de rede de fibra óptica em várias cidades do país.

Em dezembro de 2021, o ministro das Comunicações, Fábio Faria afirmou que

“O 4G foi um avanço muito grande. Nós tivemos várias aplicações, como FaceTime, WhatsApp, Uber. Depois do 5G, outras novas virão. Vamos ter, por exemplo, todo o agronegócio conectado. Teremos cirurgias à distância; na educação, as crianças terão 5G –poderão estudar usando realidade aumentada e terão um conhecimento muito avançado”.

Oi Fibra possui a melhor internet para games, segundo Ookla

A Oi Fibra foi eleita a internet fixa com a mais baixa latência no comparativo entre as grandes empresas do setor, no quarto trimestre de 2021, de acordo com uma relatório da Ookla, líder global em testes, dados e análise de internet, que mede a velocidades da conexão por meio do Speedtest. Com esses resultados, a operadora é considerada a melhor operadora para práticas de games.

Isto porque, quanto mais baixa for a latência, mais rápido será o tempo de respostas aos comandos dos gamers, o que possibilita uma melhor performance dos jogadores nas partidas de videogames. A Oi Fibra registrou 4ms de latência e lidera isoladamente o quesito, de acordo com relatório.

A internet via fibra óptica da Oi possui um histórico forte de relação com o universo dos games, com o fornecimento de infraestrutura de rede para os maiores eventos do segmento do Brasil, assim como patrocínio e projetos sociais. A operadora tem uma compreensão de que a conexão de qualidade pode potencializar a experiência e a prática de jogos eletrônicos, além de reconhecer a importância de melhor atender o mercado.

Sobre a Oi Fibra

A internet banda larga por ficar óptica da Oi foi lançada em 2018, e desde então a empresa vem expandindo e investimento sua rede de atendimento por todo o país. A operadora procura aprimorar a qualidade do serviço para garantir melhor experiência em conectividades para seus clientes.

LEIA TAMBÉM:

–> Ações da Oi dispararam no início da semana; saiba por que

–> Oi incorpora nova fonte renovável em sua matriz energética

–> Vivo é eleita a banda larga fixa mais rápida do Brasil, segundo Speedtest

A Oi Fibra sabe que a baixa latência é um atributo de extrema importância para os gamers e esse resultado da Ookla mostra o posicionamento da empresa como o serviço de internet que melhor atende esse segmento, afirma Ricardo Drumond Andrade, diretor de Tecnologia e Operações da Oi.

Telecine oferta planos Globoplay e canais ao vivo com descontos

Buscando adicionar novos assinantes para sua plataforma, que agora está integrada ao Globoplay, o Telecine está com desconto em seus planos de assinatura. Em um dos planos , há desconto de até 50%, nos dois primeiros meses, para o cliente aproveitar o catálogo com mais de 2 mil filmes. Além disso, o assinante também tem direito a meia entrada no Kinoplex e no UCI pelo ingresso.com.

Há três planos no próprio site do Telecine. O plano individual da plataforma, que normalmente custa R$ 37,90/mês, está com desconto de 50%, passando a ser R$ 18,90/mês e com meia entrada no cinema. No entanto, o valor é apenas para os dois primeiros meses, após este período, a assinatura será renovada automaticamente a cada mês pelo valor original.

No plano Telecine combo Globoplay, que tinha valor original de R$ 60,80/mês, está por de R$ 49,90/mensais, com direito a meia entrada no Kinoplex e no UCI pelo ingresso.com. Além disso, nesse plano, o assinante tem acesso ao pay-per-view do Big Brother Brasil 22, onde pode acompanhar 24 horas por dia nas 11 câmeras distribuídas pela casa mais vigiada do Brasil.

O plano Telecine combo Globoplay + canais ao vivo está disponível por R$ 74,90 mensais, um desconto de R$ 13, uma vez que o valor original da assinatura é de R$ 87,90/mês. Os benefícios são os mesmos dos planos anteriores: meia entrada no cinema, acesso às câmeras do BBB 22. No entanto, o assinante terá acesso a mais 19 canais ao vivo, como Multishow, Gloobinha, Gloob, VIVA, GNT, SporTV, SporTV 2,SporTV 3, Megapix, GloboNews, Universal e SYFY.

LEIA TAMBÉM:

–> Vivo lança plano banda larga com Globoplay; saiba o valor

–> Globoplay tem reajuste de preço no plano mensal; saiba o novo valor

–> Saiba como acessar o Telecine dentro do Globoplay

Além disso, a meia entrada no Kinoplex e no UCI pelo ingresso.com é limitada para dois ingressos por mês. Os planos com os valores promocionais podem ser encontrados tanto no site do Telecine quanto no Globoplay.

Vivo abre mais de 70 vagas de emprego em São Paulo

A Vivo está com inscrições abertas para mais de 70 vagas de emprego para a área de inovação da operadora. As oportunidades são para atuação em São Paulo, com vagas para Scrum master, Product Owner, Tech Lead, Agile Coach, Desenvolvedores Front End – Back End, negócios, projetos, performance, mídia e conteúdo, entre outros.

Entre os requisitos e qualidades para se candidatar às vagas de emprego estão: facilidade de aprendizado, foco em resultado, senso de urgência, resiliência, pró-atividade e perfil mão-na-massa, o famoso você faz acontecer.

Além disso, a Vivo espera que o candidato tenha características como curiosidade, atitude digital, abertura e fazer acontecer com responsabilidade. Os interessados devem fazer sua inscrição no site vivodigital.gupy.io.

Os aprovados e seus dependente, além Gympass para academias, Vale Refeição, Vale Alimentação, Auxílio Farmácia, Assistência Médica, Odontológica e Seguro de Vida, também terão direito a benefícios como:

  • Plano de voz e Dados ilimitado! Sim ilimitado!
  • Desconto especial em linha fixa, banda larga, TV e apps;
  • Bônus ou PPR anual;
  • Previdência Privada;
  • Subsidio para ajudar nas despesas com escola, creche ou babá;
  • Trabalhar remotamente até 2 vezes por semana. #Mobility
  • Ter flexibilidade de horário;
  • Aproveitar um dia de folga (Day off) para comemorar seu aniversário;
  • Usufruir do nosso Programa de Desenvolvimento Educacional que oferece parcerias em instituições de ensino com desconto; certificações e cursos online;
  • Potencializar sua carreira por meio do nosso Programa de Recrutamento Interno, no Brasil ou fora, afinal estamos presentes em mais de 17 países! #VivoMinhaCarreira

LEIA TAMBÉM:

–> Vivo lança plano banda larga com Globoplay; saiba o valor

–> Vivo Empresas lança plano de voz ilimitada na nuvem

–> Analistas recomendam a compra dos ativos da Vivo e da TIM

Além disso, os colaboradores poderão aproveitar o espaço de bem-estar na sede da Vivo em São Paulo, no edifício Eco Berrini – quase 600 m² dedicados integralmente à saúde, com equipe multidisciplinar de acupunturistas, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, sala para meditação, yoga, incluindo a clínica Albert Einstein.

“Os selecionados vão trabalhar em projetos com o objetivo de construir um ecossistema de negócios digitais, que vai acelerar a implantação e a evolução dos novos negócios aqui na Vivo”, destaca Rodrigo Gruner, diretor de inovação e novos negócios da companhia. Além disso, ter proatividade, senso de urgência e resiliência serão considerados diferenciais.

Pietro Labriola é confirmado como CEO da Telecom Italia

Foi confirmado, nesta sexta-feira (21), que o executivo Pietro Labriola será o novo CEO e integrante do conselho da Telecom Italia, controladora da TIM Brasil, que também é comandada pelo presidente eleito. A decisão do conselho de administração foi unânime, de acordo com a imprensa local. A deliberação da decisão foi hoje (21).

Desde que foi chamado para ocupar o cargo de gerente geral da TIM Itália, até a chegada de outro CEO, Labriola tem mostrado serviço. O executivo apresentou um plano de reestruturação do grupo, onde será possível que o conselho de administração justifique aos acionistas da tele a recusa da oferta de compra feita pela KKR, de US$ 12,2 bilhões.

O plano proposto por Labriola lembra um pouco a solução feita com a Oi. A proposta prevê a segregação estrutural de ativos, mas com a diferença de que os ativos de infraestrutura e serviços da Telecom Italia vão compartilhar o atual patrimônio e endividamento do grupo.

Agora que foi escolhido para ser CEO da operadora italiana, Labriola deve dar lugar ao seu cargo na operadora brasileira para Alberto Griselli, o mais cotado internamente para assumir a função.

LEIA TAMBÉM:

–> Telecom Italia pode ter novo presidente em breve

–> Labriola assume cargo na Telecom Italia e afirma que nada mudará na TIM Brasil

–> Alberto Griselli pode assumir o cargo de Pietro Labriola na TIM Brasil

Enquanto esteve na TIM Brasil, Pietro Labriola entregou resultados, sendo que já no primeiro ano, a empresa apresentou alta nas receitas e lucro antes de impostos, depreciações e amortizações (EBITDA).

O executivo tem perfil conciliador, sendo que uma vez propôs a união entre as operadoras brasileiras para abordar em conjunto o mercado das carteiras digitais e de publicidade móvel. Tais projetos não saíram, o que não impedia o executivo de orientar o fechamento de negócios inovadores no setor, como a participação no capital social de startups em troca de big data e atração de clientes da base da TIM e a segregação dos ativos de fibra para a criação da I-Systems, uma sociedade em rede neutra formada com a empresa IHS.

Algar Telecom lança solução IoT de eficiência energética

Por meio do centro de inovação em negócios digitais Brain, a Algar Telecom lança solução IoT (Internet das Coisas) de eficiência energética para apoiar empresas de todos os portes. Denominada de Utilities Control, a solução fornece informações precisas para agregar inteligência ao consumo de energia, em conjunto com uma calculadora para acompanhar as emissões de CO2.

Para tal, são incluídas funções de controle e monitoramento em três frentes: climatização (temperatura e umidade de ar-condicionado), refrigeração (temperatura, umidade, abertura e fechamento de portas de balcões refrigerados, freezers e câmaras frias) e quadros de energia (consumo, tensão e corrente).

A ideia da solução partir dos problema enfrentados pelos próprios clientes, como perdas devido ao mau funcionamento dos equipamentos ou da rede elétrica; altos custos com manutenção; difícil escalabilidade da estrutura de facilities; problemas na gestão do consumo de energia; e ausência de geração de dados para inteligência energética.

O centro de inovação entrevistou empresas e obteve o resultado de que 92% buscam eficiência energética, 75% gerenciamento remoto e gestão centralizada; 48% gestão da demanda no mercado livre; 27% informações para troca de equipamentos ofensores; e 13% integração de dados.

A solução vem de uma parceria com a HEPHAENERGY, startup recifense de tecnologia com foco na criação de produtos inteligentes que atendam as necessidades de corporações relacionadas à eficiência energética e ao consumo eficiente – como mobiliários solares inteligentes e sensores de monitoramento remoto.

LEIA TAMBÉM:

–> Algar Telecom expande negócios de franquia para Ribeirão Preto (SP)

–> Algar Telecom lança 5G nas cidades de Uberlândia, Uberaba e Franca

–> Algar Telecom pede agilidade do Cade no pedido de coordenação ilegal na venda da Oi móvel

A Utilities Control, funciona a partir de sensores que fazem a captação de dados de consumo e os enviam para a nuvem, organizando-os de forma amigável em um painel de gestão (dashboard) e aplicativo (iOS e Android), onde as informações ficam centralizadas. Dessa forma, é possível monitoramento dos equipamentos em tempo real e assim ter uma ideia geral de manutenção preditiva, evitando assim possíveis falhas.

Práticas ESG

A Algar Telecom é referência em boas práticas ambientais, sociais e de governança, sendo que o consumo de energia limpa já faz parte de 66% da organização, por causa da construção de usinas de energia solar para autogeração e contratação de energia no mercado incentivado.

“As práticas voltadas para ESG são amplamente disseminadas na companhia e agora estamos lançando nosso primeiro produto com esse foco, com a intenção de levar este know-how para a nossa cadeia de relacionamentos. Queremos não apenas auxiliar nossos clientes na gestão mais eficiente dos seus equipamentos e na busca por um consumo mais inteligente, mas também incentivá-los e apoiá-los para que seus negócios também estejam cada vez mais alinhados com a agenda ESG”, comenta Zaima Milazzo, presidente do Brain.

App do Discovery+ já está disponível nas TVs LG

Nesta semana, a fabricante LG anunciou uma notícia que deixou os donos de televisores muito felizes, em especial aqueles que assinam o Discovery+. A empresa ampliou o catálogo de seus aplicativos de streaming, onde passou a integrar nas suas Smart TV, o DiscoveryPlus. O download da plataforma pode ser realizado direto na loja oficiais de apps LG.

De acordo com a LG, os modelos de televisores contemplados com a nova plataforma vão desde televisões HD, Full HD e Ultra HD, até as linhas LG NanoCell TV, QNED MiniLED e OLED TV.

Caso ocorra alguma dúvida sobre os aparelhos compatíveis com o aplicativo, o usuário pode verificar na loja se está disponível, além de que, poderão realizar o download na loja dos modelos com o sistema operacional webOS 4.0 ou superior.

Por ser uma plataforma recém chegada, é normal alguns modelos e marcas de televisão não serem compatíveis com o Discovery+, mas com a LG, o streaming aumenta o seu alcance, assim como a fabricante.

LEIA TAMBÉM:

–> Globoplay combo Discovery+: saiba se há economia ao assinar o pacote

–> Comissão Europeia aprova fusão da WarnerMedia e Discovery

–> Discovery chega ao Brasil com mais de 1.650 títulos em seu catálogo

Sobre o DiscoveryPlus

Lançado em novembro de 2021, o streaming promete um catálogo com mais de 25 mil episódios em séries, gêneros com aventura, sobrevivência, comida, casa e decoração e conteúdo infantil.

Os destaques do streaming são séries e franquias como Largados e Pelados, Aeroporto: Área Restrita, 90 Dias Para Casar e Irmãos à Obra. A plataforma também conta com conteúdo voltado para o público infantil, inclusive títulos inéditos como o Ba Da Bean, além das temporadas completas de Peppa Pig.

Para assinar o Discovery+, o usuário pode escolher entre dois planos: mensal e anual. O mensal tem o preço de R$ 21,90, enquanto que o anual, fica 12 vezes de R$ 18,90, totalizando um valor de R$ 226,80/ano. Além disso, o assinante ainda pode degustar a plataforma por sete dias totalmente grátis, válida no pacote mensal.

Confira o tweet da LG confirmando a novidade: