27/02/2024

Retrospectiva 2022: as notícias que marcaram o setor de telecomunicações

Ativação das primeiras redes 5G no Brasil, recuperação judicial da Oi e combate ao telemarketing abusivo estão entre os destaques do ano.

Mais um ano está chegando ao fim e 2022 teve movimentações importantes, que abriu e fechou ciclos, marcantes para o rumo do setor de telecomunicações. Seguindo a sua missão de informar seus leitores, o Minha Operadora acompanhou as principais notícias do segmento no Brasil e ao redor do mundo. Confira agora a retrospectiva 2022 do que marcou o setor este ano.

Janeiro

No primeiro mês do ano, a Telecom Italia, empresa italiana dona da TIM Brasil, elegeu um novo CEO, Pietro Labriola, que até então era presidente da operação brasileira. O executivo teve e ainda tem o desafio de reestruturar a tele, que tem enfrentado problemas com dívidas na Itália.

Outro marco foi a autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que a Starlink, empresa de internet via satélite de Elon Musk, pudesse fornecer seu serviço no Brasil.

Também presenciamos o início do conflito de interesses entre a China e os Estados Unidos, quando os EUA decidiram banir a China Unicom Américas, revogando a autorização da empresa para atuar no setor de telecomunicações no país. A partir daí, outras companhias também foram banidas dos EUA, sob argumento de segurança nacional.

Fevereiro

Embora não tenha tido muitas notícias marcantes, o mês de fevereiro teve uma das mais aguardadas aprovações do setor: o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprova a venda da Oi Móvel para o consórcio formado pelas operadoras TIM, Vivo e Claro.

O destaque do caso vai para a votação bem acirrada, onde três conselheiros votaram contra a operação e outros três, incluindo o presidente do órgão antitruste, foram a favor da venda. O voto de minerva foi do presidente Alexandre Cordeiro.

Março

O terceiro mês do ano foi marcado pelo lançamento da Nova Oi e pela luta contra as chamadas de telemarketing ativo. Com a extinção da Oi Móvel, a empresa se lança com nova marca no mercado, afirmando que seria focada na prestação de serviços, em especial, seu serviço de internet banda larga por fibra óptica.

nova-oi

Em março, as empresas de telemarketing ativo tiveram que iniciar a identificação do prefixo 0303 no setor, fazendo com que as ligações fossem identificadas pela numeração, deixando claro para o consumidor que se trata de uma chamada telefônica para o oferecimento de produtos e serviços. Com isso, as operadoras de telecomunicações teriam que atualizar seus sistemas e estarem aptas para ativar o serviço.

Abril

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) passou a ter uma nova direção. Em cerimônia fechada ocorrida no Ministério das Comunicações (MCom), onde foi presidida pelo até então ministro da pasta, Fábio Faria, Carlos Baigorri e Artur Coimbra foram empossados como presidente e integrante da agência, respectivamente.

Abril também foi marcado pela assinatura dos contratos da compra da Oi móvel pela TIM, Vivo e Claro, finalizando assim o processo da transação. Com isso, foi oficialmente concluída a operação avaliada em R$ 16,5 bilhões, e os clientes da Oi seriam migrados para as novas operadoras.

Em outra transação bilionária, o empresário Elon Musk passa a ser o novo dono do Twitter. Após vários imbróglios judiciais, a rede social foi vendida para o bilionário por cerca de R$ 44 bilhões.

Maio

A Oi passa a dividir o controle da maior infraestrutura de rede neutra de fibra óptica no Brasil, a V.tal, com a Globenet, empresa de cabos submarinos, cuja transação foi aprovada pela Anatel. Ambas empresas são controladas pelos fundos do BTG Pactual.

Junho

Esse mês, além da noticia de que a Vivo iria descontinuar a tecnologia de TV por assinatura via satélite, houve também a declaração do Carlos Slim, o homem mais rico da América Latina e dono da América Móvil (Claro), de que as operadoras deveriam bancar aos celulares dos usuários. Slim disse que o ideal seria que o Estado criasse programas para pagar pela conectividade dos cidadãos.

Julho

O Brasil obteve um grande avanço no setor de telefonia móvel com a ativação do 5G. A tecnologia foi ativada em Brasília, tornando-se a primeira capital do país a receber a nova rede. A partir daí, foi dada a largada para outras capitais brasileiras passarem a ter o sinal 5G ativado.

As operadoras também iniciaram a ativação do 5G em João Pessoa, Belo Horizonte e Porto Alegre. Foi o início da revolução tecnológica em conectividade no país. Além disso, o mês marcou os 25 anos da Lei Geral de Telecomunicações, marco revolucionário do setor.

Agosto

O mês de agosto foi marcado por notícias importantes de negócios entre as empresas de telecomunicações. A primeira foi a aprovação do fim da recuperação judicial da Oi pelo Ministério Público, dando início a uma fase essencial para a sustentabilidade econômica da Oi, incluindo a compra de torres Oi pela Highline por R$1,697 bilhão.

A SKY, operadora de TV por assinatura, entrou no mercado de banda larga por meio de acordo com a FiBrasil. Outro acordo que iniciou uma guerra no setor foi o anúncio do acordo da Vivo com a Winity, onde a operadora contrata a rede em 700 MHz, arrematada pela Winity no leilão 5G, cujo processo ainda está sendo analisado pelos órgãos reguladores, e que suspeitam de pré-acordo entre as empresas.

Setembro

A Oi venceu mais uma etapa do seu processo de recuperação judicial ao vender sua TV por assinatura para a SKY. Avaliada em uma operação de R$ 786 milhões, a Justiça, responsável pelo processo da Oi, autoriza a transação e a SKY passa a ter a base de clientes da TV paga.

Outubro

Neste mês, a Oi começa a enfrentar um processo da TIM, Vivo e Claro sobre a sua unidade móvel de telefonia. As operadoras iniciam processo de arbitragem contra a empresa, sob alegação de suposto descumprimento de termos do contrato na operação de compra dos ativos Oi, e pediam a redução em 3,2 milhões de reais dos R$ 16,5 bilhões fixados no negócio.

Mesmo entre conflitos, a operação de telefonia móvel é oficialmente extinta pela Anatel. Ou seja, a agência publica ato que extingue a licença da Oi para atuar no setor.

Novembro

Novas medidas são tomadas contra o telemarketing abusivo com a Anatel aprovando a regra do uso de prefixo nas ligações para o setor de cobranças. A agência reserva a numeração 0304, para que as empresas identifiquem as ligações que são realizadas para cobrança de crédito via telefone.

A Oi passa a enfrentar novas dificuldades para o fim do seu processo de recuperação judicial, quando os bancos Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Banco do Brasil, em petição, pediram para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) não encerrar o processo.

Dezembro

Após enfrentar empresas e bancos, finalmente a Oi consegue sair do processo de recuperação judicial, no que foi considerado a maior dívida da América Latina. A empresa iniciou o processo em 2016, com dívidas que chegavam a R$ 65 bilhões.

Por fim, fechamos o ano com a renovação da concessão da Globo por mais 15 anos por Jair Bolsonaro. O presidente também renovou a concessão do SBT.


Jair-Bolsonaro-renova-a-concessao-da-Globo-por-mais-15-anos

Mantendo seu compromisso em informar seus leitores de forma imparcial, o Minha Operadora continuará com seu trabalho em 2023, trazendo informação e conteúdo de qualidade para manter a população informada de tudo que acontece no setor de telecomunicações no mundo e no Brasil.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários