SpaceX quer levar conexão via satélite da Starlink para dispositivos móveis

Empresa quer adicionar a frequência de 2 GHz na licença da Starlink, o que seria extremamente amigável a dispositivos iOS e Android.

De acordo com um documento de aditamento de patente enviado pela SpaceX para a Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos, a empresa de Elon Musk revelou a intenção de negociar uma frequência para lançar uma versão móvel da Starlink, o que possibilitaria smartphones Android e iOS realizarem comunicação via satélite.

Atualmente, os satélites da Starlink não podem ser usados para tal finalidade, por isso a empresa quer “adicionar a frequência de 2 gigahertz [GHz] de sua licença da Starlink para usuários móveis“. Na prática, com o auxílio de um pequeno dispositivo móvel e de novos módulos anexados aos satélites, pois a frequência citada implica em ser menor afetada por objeto entre o caminho de envio do sinal pelo satélite à recepção na recepção. Ou seja: isso seria extremamente amigável a dispositivos iOS e Android.

“Os americanos estão, cada vez mais, demandando conectividade onde quer que estejam, quando quiserem e independente do que estiverem fazendo. Particularmente, eles se acostumaram a serem capazes de se conectar [à internet] usando dispositivos pequenos, portáteis, que eles possam carregar consigo ou fixá-los a plataformas móveis”, diz trecho da documentação enviada à FCC.

De acordo com os documentos apresentando, a SpaceX afirma ser capaz de levar a conexão da Starlink aos dispositivos móveis por meio da Swarm, a empresa de nanosatélites que a companhia de Elon Musk comprou em agosto de 2021, e que se especializa no envio de dados para dispositivos voltados ao conceito “Internet das Coisas”.

Adicionar conexão via satélite a dispositivos móveis não é uma novidade, uma vez em 2019 a Apple estava estudando forma de adicionar a capacidades do tipo em seus iPhones, mas o projeto não foi pra frente. Mas de acordo com o MacMagazine, a fabricante já estaria realizando testes com a tecnologia, que pelo menos de início, será especificamente para fins emergenciais em áreas onde a conexão comum não fosse possível.

Além disso, afirma que há possibilidade da Apple e da SpaceX trabalharem juntas para levar o projeto a frente e tornar possível a conexão com satélite pelos iPhones. Pela improbabilidade da empresa norte-americana desenvolver sua própria estrutura, aproveitar a já existente da SpaceX seria o mais provável.

Entretanto, os smartphones da Apple teriam uma melhor conexão com satélites de baixa órbita (LEO), o que não é o caso da Starlink que lança seus satélites em caráter geoestacionário mais alto. Nesse caso, concorrentes como OneWeb e o futuro Projeto Kuiper da Amazon seriam os mais adequados.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x