InícioEconomia e NegóciosDonald Trump lança rede social com investidora de deputado brasileiro

Donald Trump lança rede social com investidora de deputado brasileiro

Rede social chamada de “Truth Social” já está disponível para reserva na loja de aplicativos da Apple, segundo Donald Trump; saiba detalhes.

Ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (20), que pretende lançar sua própria rede social. Chamado de “Truth Social” (Verdade Social, em português), a rede social será propriedade do Trump Media & Technology Group (TMTG).

Segundo comunicado do TMTG, a plataforma já está disponível para reserva na App Store, da Apple. Donald Trump busca se inserir novamente na esfera virtual, uma vez que está praticamente ausente desde que sua conta no Twitter e no Facebook foi suspensa.

A conta do ex-presidente foi suspensa nas redes sociais (Twitter e Facebook) após ter incitado o violento ataque ao Capitólio, em 6 de janeiro.

De acordo com o comunicado, Donald Trump tem buscado reunir investidores para lançar o Trump Media & Technology Group (Grupo Trump de Mídia e Tecnologia, em português).


O ex-presidente já tem parceria com a empresa Digital World Acquisition, que tem como diretor financeiro o deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), aliado do presidente Jair Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM:

–> Mark Zuckerberg tem planos de mudar o nome do Facebook

–> Apple é obrigada a retirar app da Bíblia e Alcorão da App Store na China

–> Facebook pode vir a cobrar usuários pela utilização da rede social

A Digital World Acquisition é uma empresa que não tem negócios específicos, sendo que foi criada para fusões ou aquisições, sendo possível que o grupo TMTG seja uma empresa de capital aberto.

O comunicado também diz que o TMTG tem pretensão de lançar um serviço de streaming com programação de entretenimento “no-woke”. “Woke” é um termo que se refere à consciência das desigualdades sociais, como raça, gênero e orientação sexual.

Eu criei a TRUTH Social e o TMTG para enfrentar a tirania das ‘Big Tech‘”, afirmou Trump, em uma nota. “Vivemos em um mundo onde o Talibã tem uma presença enorme no Twitter, no entanto seu presidente americano favorito foi silenciado. Isso é inaceitável”, alfinetou Trump.

“A transação avalia a Trump Media & Technology Group em um valor empresarial inicial de US$ 875 milhões, com um ganho potencial adicional de US$ 825 milhões em ações adicionais (…), para uma valorização cumulativa de até US$ 1,7 bilhão, dependendo da performance do preço das ações pós-combinação de negócios”, diz a nota emitida por Trump.

Patrick Orlando, diretor da Digital World Acquisition, afirmou que

“Devido ao mercado total ao qual pode se dirigir e à grande quantidade de seguidores do presidente Trump, acreditamos que o TMTG tem o potencial de criar um valor significativo para os acionistas”.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários