Claro inaugura mais uma usina de energia solar no DF, em parceria com EDP

Com isso, devem ser abastecidas mais 110 unidades da operadora.

Usina de energia solar e logomarca da Claro
Reprodução: Portal Solar

A Claro está energizando mais uma usina solar no Distrito Federal (DF). Além da empresa, a multinacional do setor elétrico, EDP, que é responsável pela execução do projeto, também vai operar a usina de geração distribuída.

Com esse projeto, serão abastecidas 110 unidades da Claro e, com isso, 490 toneladas de gás carbônico deixarão de ser emitidas, o equivalente ao plantio de 2.721 árvores.

A usina, instalada em uma área de cerca de 6 hectares, possui 11.880 módulos fotovoltaicos, com potências de 325Wp e 330Wp, além de 25 inversores, com capacidade de 6.540 MWh/ano. Isso corresponde ao consumo de 2.725 casas, com uso médio anual de 2.400 KWh.

A planta faz parte do programa “Energia da Claro”, lançado em 2017, e que prioriza a utilização de fontes renováveis, além de ações de proteção ao meio ambiente em todas as operações e instalações da operadora no país.

Outros estados que contam com usinas solares provenientes desse projeto são Minas Gerais, Mato Grosso, Pará Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo, além de iniciativas que ainda estão em construção em outras localidades do país.

VEJA TAMBÉM:

—> Claro acumula 35 usinas de energia renovável

—> Identificação da Claro é alterada no celular de milhões de clientes

—> TIM está recebendo propostas para aquisição de usinas de fontes renováveis

Segundo o diretor de infraestrutura da Claro, Hamilton Ricardo Pereira da Silva, o “Energia da Claro” é reconhecido como o maior programa de geração distribuída do país.

Além disso, ele afirma que esse constante investimento da empresa revela a diversificação das matrizes energéticas e a importância com que o tema é tratado pela companhia.

Já o CEO da EDP no Brasil, João Marques da Cruz, afirma que a empresa quer liderar a transição energética e tem isso como uma de suas missões. Por isso, a multinacional prioriza investimentos geração solar em sua estratégia.

“Após a entrega de um primeiro projeto, a Claro reforçou sua parceria com a EDP e nos confiou esta segunda planta no Distrito Federal – um projeto que reúne duas importantes premissas da EDP Smart – proporcionar benefícios ao meio ambiente e agregar valor aos nossos clientes”, explica.

Com informações de Assessoria de Imprensa.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários