Veja o salário dos funcionários das principais operadoras do país

Está procurando um emprego? Comparamos as remunerações e avaliações dos colaboradores das maiores teles do Brasil.

Você está buscando um emprego novo? Já pensou em trabalhar em uma operadora de telecomunicações?

Segundo pesquisa realizada pela Love Mondays, em 2017, o setor de tecnologia e telecomunicações está em 11º lugar no ranking dos melhores setores para trabalhar no Brasil, ficando à frente do varejo, logística e serviços ao consumidor.


Vivo, Claro, TIM e Oi são atualmente as maiores prestadoras de telecomunicações do país. A depender do crescente número de smartphones e a forte demanda por serviços de telefonia, internet e TV por assinatura, o mercado se manterá propício aos negócios nos próximos anos e também aos empregos.

Isso pode ser visto nas quantidades de vagas oferecidas pelas empresas. Hoje, a Vivo conta com nada menos que 158 vagas abertas em todo o Brasil, a TIM 141, a Oi 51 e a Claro com 17 oportunidades.

VIU ISSO?

–> TIM começa 2020 com mais de 70 vagas de emprego

–> Oi abre 45 vagas de emprego

–> Vivo começa 2020 com mais de 200 vagas de emprego

Perfil das operadoras

A Vivo, controlada pelo grupo espanhol Telefónica, tem sua sede em São Paulo e conta com mais de 10 mil funcionários. Avaliada com um valor de mercado de R$ 98,64 bilhões, a empresa conta atualmente com 357,5 milhões de acessos à internet e telefonia móvel e fixa, além de TV por assinatura. Em 2019, a operadora entrou no ranking das 150 melhores empresas para trabalhar, organizado pela revista Você S/A.

Subsidiária da mexicana América Móvil, a Claro é líder em TV por assinatura, banda larga e é a operadora móvel que mais cresce no país. Também com sede em São Paulo, a empresa tem entre 500 e 1000 funcionários e apresenta receita anual superior a US$ 500 milhões. Recentemente, a empresa adquiriu a NET e a Nextel.

Já a TIM, tem sua matriz no Rio de Janeiro e possui 9 mil funcionários. Controlada pela Telecom Itália, a empresa tem valor de mercado de R$ 40,48 bilhões e apresenta a maior cobertura 4G do país.

A Oi, apesar das notícias financeiras ruins nos últimos meses, conta hoje com mais de 10 mil funcionários. Sediada no Rio de Janeiro, a empresa buscar reverter sua dívida bilionária com a venda de ativos e foco no serviço de internet banda larga fixa, por meio de fibra óptica. O valor de mercado da empresa é avaliado em R$ 4,26 bilhões.

VIU ISSO?

–> Banco prevê recuperação da Oi em 2020

–> Investidores oferecem 10 bilhões de euros pela Telefónica

–> Claro informa clientes sobre junção com a Nextel

Salários

A partir dos dados colhidos nas plataformas Indeed e Glassdoor, analisamos os salários médios de 25 cargos de diferentes departamentos das empresas de telefonia: administrativo, educação, gestão, manutenção e reparo, marketing, suporte ao cliente, TI, varejo e vendas.

Segundo o Indeed, na Vivo, os cargos mais populares são o de consultor de negócios, gerente, operador de telemarketing, vendedor e consultor de vendas. Na Claro, são as funções de vendedor, gerente de negócios, consultor de vendas, supervisor de vendas e vendedor interno.

Já na TIM, consultor, consultor de vendas, consultor de relacionamento, representante comercial e agente de atendimento são os cargos mais populares. Finalmente, na Oi, estão as funções de cabista, supervisor de obras, pedreiro, assistente administrativo e operador de telemarketing.

Somando-se os salários de todos os cargos e tirando uma média, a Claro ocupa o primeiro lugar, com o maior salário médio de R$ 2.449, seguido da Vivo (R$ 2.294), TIM (R$ 2.226) e Oi (R$ 2.033).

Na Claro, os setores que apresentam os salários médios mais altos são o administrativo, marketing, suporte ao cliente e varejo. Na Vivo, os departamentos com maiores salários são o de educação e gestão. Na Oi estão TI e vendas e na TIM apenas manutenção e reparo.

O menor salário registrado entre as operadoras é na função de Jovem Aprendiz, na Oi, com o valor de R$ 518/mês. Já a função com o maior salário é o de Gerente de Projetos, com a Claro pagando R$ 11.407 mensais.

Dê uma olhada abaixo na tabela com os salários de cada setor.

Avaliação dos funcionários

Na plataforma Glassdoor, a Vivo figura entre as operadoras em que os empregados mais recomendariam uma vaga de emprego a um amigo (88%). Ela também apresenta a maior nota geral de avaliação (4.1 de 5). Tem como pontos fortes a remuneração e benefícios (4.2), cultura e valores (3.8) e oportunidades de carreira (3.6).

“A empresa oferece oportunidades de crescimento, papéis muito bem definidos, gestão horizontal. O home office, finais de semana estendidos e o pacote de benefícios (bem acima da média) também são pontos que merecem destaque… não vejo pontos negativos, porém percebo que alguns colegas de trabalho abusam de algumas facilidades que a empresa oferece (Ex: HomeOffice)”, avaliou um funcionário da Vivo.

Em segundo lugar vem a Oi, com 85% dos funcionários recomendando a empresa para amigos. Sua nota geral é de 3.9 de 5. Os itens mais bem avaliados são a remuneração e benefícios (3.7), cultura e valores (3.4) e qualidade de vida (3.4).

“Salário compatível com mercado e alimentação… pouca chance de crescimento, falta organização”, disse um empregado da Oi.

A TIM, com 84% dos funcionários recomendando a operadora para amigos, têm índice geral de 3.9 de 5. Os melhores índices da companhia é a remuneração e benefícios (3.8), oportunidades de carreira (3.5) e cultura e valores (3.5).

“Empresa mais desburocratizada em comparação com as concorrentes… Instalações em São Paulo precárias” conta um trabalhador da TIM.

Já a Claro, 82% dos empregados recomendariam a empresa. A nota de avaliação é de 3.8 de 5, com destaque para a remuneração e benefícios (3.7), cultura e valores (3.3) e qualidade de vida (3.2).

“Salário e benefícios ótimos, pagos nos dias certos ou antecipados… Não há transparência nas promoções”, afirmou um colaborador da Claro.

Futuro das operadoras

Nos últimos anos, o setor de telecomunicações sofreu enormes mudanças disruptivas e a tendência é que na próxima década os serviços oferecidos pelas operadoras continuem em forte expansão, principalmente com a chegada do 5G.

Apesar da expectativa de uma nova crise financeira global, Vivo, Claro e TIM, controladas por grupos internacionais, tem conquistado números milionários em suas receitas e lucros nos últimos meses, o que aponta para um mercado aquecido e em crescimento, o que gera oportunidades para novas vagas de emprego.

Outra boa notícia para o setor é a aprovação da nova Lei Geral de Telecomunicações, que gera mais segurança jurídica para as empresas, além de mais autonomia na execução dos seus negócios.

No entanto, entre as operadoras, apenas a Oi ainda tem um futuro incerto. A empresa tem enfrentado um longo processo de recuperação judicial. Apesar de previsões pessimistas de que ocorra um maior agravamento da dívida da empresa, assim como a possibilidade de venda da operação móvel da operadora, bancos, como BTG Pactual, apostam na recuperação da empresa ainda este ano.

Apesar de serem empresas distintas e concorrentes entre si, as quatro apresentam salários e benefícios compatíveis entre si, com poucas diferenças entre elas. Dessa forma, a principal dica ao escolher uma vaga de emprego e ir além do salário e verificar se outros pontos — como valores da empresa, o ambiente de trabalho e as oportunidades de crescimento — estão alinhados com o seu perfil profissional.

Com informações de Indeed e Glassdoor e Advfn.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1
DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
1 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
1 Autores de comentários
Edmar Fernando Calixto Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Edmar Fernando Calixto
Colaborador

Parabéns pelo artigo.

Cidade - UF
São Paulo - SP