Banco prevê recuperação da Oi em 2020

Relatório estima que ações da companhia devem subir 125% neste ano; saiba as razões para a visão otimista.

O futuro da Oi (OIBR3 / OIBR4) ainda é incerto. Enquanto instituições como o UBS estão cada vez mais pessimistas, o BTG Pactual divulgou um relatório bem otimista, apostando na recuperação financeira da operadora ainda neste ano.

Segundo o documento, o banco sugere um preço-alvo de R$ 2 em 2020, o que representa uma valorização de 125% nas ações da operadora.


A avaliação do BTG Pactual aponta uma série de eventos que corroboram para a recuperação da Oi. O primeiro deles é o anúncio em dezembro da saída de Eurico de Jesus Teles da presidência da companhia. Uma gestão renovada pode dar um novo fôlego para a empresa em recuperação judicial.

Além disso, a venda da participação da Oi na angolana Unitel deve ocorrer em breve. Recentemente, o presidente da Sonangol, Gaspar Martins, admitiu o seu interesse no negócio, o que deve gerar R$ 4 bilhões para a operadora.

VIU ISSO?

–> Presidente da Oi anuncia que deixará o cargo

–> Sonangol vai comprar participação da Oi na Unitel

–> Oi vai emitir R$ 2,5 bi em debêntures da divisão móvel

Outra ação que deve melhorar o caixa da Oi é a emissão de R$ 2,5 bilhões da sua divisão móvel em debêntures simples, não conversíveis em ações. Estes títulos de dívidas são uma espécie de empréstimo no qual o investidor assume o papel de credor da companhia.

A operadora também tem seguido seu plano estratégico de apostar na expansão da sua rede de fibra óptica. A Oi espera expandir o seu serviço de internet banda larga fixa para todo o país.

E caso os rumores da venda da operação móvel se concretizem, a empresa ficaria mais enxuta, sendo avaliada em R$ 20 bilhões pelo banco. Isso reduziria as dívidas da Oi, o preço de mercado subiria e as ações poderiam chegar a R$ 2,94 por papel.

Se esta previsão se tornará real, apenas os investidores e o tempo dirão.

Nesta quinta-feira, 16, as ações ordinárias da Oi fecharam o pregão valendo R$ 0,89. Já as ações preferenciais terminaram o dia valendo R$ 1,26.

Com informações de Money Times.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Renata Viana Silva
Colaborador
Renata Viana Silva

Provavelmente a Vivo vai comprar a Oi.
A Claro nao pode por ter comprado a Nextel.

Cidade - UF
Anapolis GO