Vivo Ads pode ser suspenso pelo Ministério Público

Operadora é acusada de violar dados de usuários com o serviço. Procurada, a Vivo afirma que segue a legislação vigente.

Divulgação do Vivo Ads
Imagem: Divulgação Vivo Ads

Há quem diga que nada é de graça na internet. Se for, significa que nós somos os produtos. A atual polêmica que envolve o serviço Vivo Ads, ofertado pela operadora, esbarra nessa questão. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) pediu à Justiça que suspendesse o produto.

A Vivo é acusada de violar dados de usuários. Com o serviço, clientes sem franquia de dados podem assistir propagandas e ganhar acesso à internet como troca. A ação segue protocolada pela Unidade Especial de Proteção de Dados Pessoais e Inteligência Artificial (Espec) do MPDFT.


Segundo os promotores envolvidos, o serviço coleta dados de perfil, geolocalização, histórico de navegação e lugares frequentados por todos os clientes. Os consumidores usam sem esse conhecimento.

Todas informações pessoais registradas são utilizadas para direcionar o marketing, traçar o comportamento dos usuários e oferecer serviços de acordo com a demanda de cada consumidor.

VIU ISSO?
Vivo oferece até 110GB de internet para quem solicita portabilidade
Bug do Facebook expõe como a rede obtém informações pessoais nossas
TIM e Vivo anunciam compartilhamento de redes 2G e 4G

Os promotores explicam que Telefônica tem dois tipos de ganhos com essa operação. O primeiro é o ato da contratação de um serviço, seja ele controle, pré-pago ou pós. Já o segundo, vem pela venda de dados pessoais para outras empresas.

A lógica de mercado é a mesma utilizada por redes sociais como o Facebook. A prática gera polêmicas e processos para a gigante da internet. Afinal, é uma grande coleta de dados e ninguém tem conhecimento do que é feito com as informações pessoais dos usuários que utilizam a rede.

De acordo com o Ministério Público, a Vivo atualmente tem 73 milhões de usuários ativos. Desses, 43 milhões consentem para que a empresa utilize cadastros e 26 milhões permitem acesso aos dados de localização.

Em nota para a imprensa, a operadora informa que ainda não foi citada na ação e cumpre a legislação vigente.

Com informações do Tele.Síntese

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Bulukka

Poxa que noticia triste. Se bem que a operadora oferece míseros 10 ou 50 MBs.