sexta-feira, 24 de março de 2017

Trabalhadores de controladora da SKY entram em greve

O que você achou? 
Outra greve impediu o satélite brasileiro SGDC de ser lançado.


17 mil funcionários da empresa norte-americana de telecomunicações AT&T, que no Brasil controla a SKY, entraram em greve na última quarta-feira (22) contra a recusa da companhia de negociar benefícios trabalhistas com os sindicatos do setor. Eles ainda realizaram manifestações em frente a escritórios e call centers da operadora.

De acordo com o CWA (sindicato dos trabalhadores em comunicações dos EUA), está vencida desde abril do ano passado a última Convenção Coletiva negociada pela operadora com o sindicato.

Além disso, existe a queixa de técnicos em telecomunicações especializados em consertos do serviço de TV por assinatura U-Verse, que estão sendo obrigados a realizar reparos também nos serviços de telefonia fixa dos clientes. Esses técnicos recebem salários mais baixos do que os profissionais capacitados para realizar os dois trabalhos.

De acordo com a AT&T, uma negociação já foi feita com os sindicatos e os trabalhadores já voltaram aos seus postos.

Greve atrapalha lançamento de satélite brasileiro

Outra greve internacional afetou o setor de telecomunicações do Brasil: a greve dos trabalhadores franceses. A Telebras, responsável pelo lançamento do Satélite Geostacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), informou que o equipamento seria lançado pelo foguete Arianespace VA236, da base de Kouru, na Guiana Francesa.

O SGDC vai trazer mais segurança para as comunicações governamentais e militares do Brasil e ampliará a internet nas zonas mais remotas do país através do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Ainda não está prevista outra data para o lançamento do satélite.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário