05/04/2024

Vivo une arte e tecnologia durante a SP-Arte

Vivo vai marcar presença em evento sobre arte que vai acontecer em São Paulo e pretende abordar questões sobre sustentabilidade e tecnologia.

Durante a SP-Arte, que acontecerá entre os dias 3 e 7 de abril no pavilhão da Bienal em São Paulo, a Vivo promoverá uma discussão sobre a relação vital entre sustentabilidade e tecnologia.

Créditos: Hudson Rodrigues

Sob o título “Raízes do Futuro”, a marca pretende explorar como pensadores em diversos campos reconheceram a importância da sustentabilidade em suas respectivas esferas de atuação.

A proposta é convidar os visitantes a contemplarem a interligação entre indivíduos, meio ambiente e avanços tecnológicos, e compreender como as escolhas e ações atuais moldam o caminho para o futuro.

Ao destacar essas conexões, a Vivo afirma que visa promover uma reflexão profunda sobre como nossas decisões presentes são fundamentais para construir um futuro sustentável e próspero.

Na SP-Arte, a Vivo irá hospedar organizações ambientais, como Instituto Terra e Associação Onçafari, para discutir sustentabilidade. A empresa também promoverá a conscientização ambiental através de arte e tecnologia.

Durante o evento, eles oferecerão coleta de resíduos eletrônicos pelo programa Vivo Recicle, que recolheu 12 toneladas em 2023. A Vivo reforça que é líder em sustentabilidade no Brasil, segundo o ISE B3. Marina Daineze, diretora da Vivo, destaca a importância de abordar questões contemporâneas de forma sustentável e inclusiva na SP-Arte.

“Nossa presença na SP-Arte é sempre uma oportunidade de mostrar como a arte e a tecnologia possibilitam diálogos sobre questões contemporâneas importantes. Tudo de forma consistente e alinhado ao posicionamento da Vivo, que busca um futuro mais sustentável e inclusivo”.

Segundo a companhia, a presença da Vivo na SP-Arte destaca o compromisso com a transformação social através da tecnologia. Em edições anteriores, a marca promoveu debates sobre representatividade negra na arte brasileira com o projeto Telas Pretas (2021) e explorou a identidade dos povos indígenas com Rotas Indígenas Brasileiras (2022).

Em 2023, reforçou seu compromisso com a diversidade através do projeto Telas do Orgulho. Por fim, a operadora afirma que essas iniciativas refletem o engajamento da Vivo em promover mudanças positivas na sociedade por meio da cultura e da sustentabilidade.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários