14/04/2024

Brain se une a Open Lab 5G para desenvolver soluções da tecnologia

Centro de Inovação da Algar Telecom tem escritório em Recife e considera a região Nordeste estratégica para a expansão das soluções 5G.

O Brain, centro de inovação fundado pela Algar Telecom, empresa de telecomunicações e TI do Grupo Algar, aliou-se à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para desenvolver soluções junto ao primeiro Open Lab 5G do Brasil.

O laboratório tem modelo de inovação aberto e propor parcerias com a indústria, operadoras de telecomunicações, provedores de conteúdo e serviços, empresas de equipamentos, startups e atores do setor de desenvolvimento de software. Neste primeiro momento, o foco da parceria está na indústria 4.0, na automação industrial e na integração de diferentes tecnologias com a inteligência artificial, vertical de agro e soluções que potencializem o Internet of Things (IoT).

O projeto é financiado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), tem a coordenação do Centro de Informática (CIn) da UFPE e a participação do INES (Instituto Nacional para Engenharia de Software).

Zaima Milazzo, diretora de Inovação da Algar Telecom e presidente do Brain, conta que o centro de inovação chega para contribuir com uma visão mercadológica e de modelagem de negócios para o projeto, além de trazer players de todas as camadas de atuação do ecossistema de inovação que possam compor e colaborar com a iniciativa, e definindo casos de uso que sejam relevantes e gerem valor para a sociedade.

“Importante destacar, ainda, que Pernambuco tem a vocação para esse mundo moderno que cada dia mais pede as soluções 5G. Nós acreditamos nesse potencial há anos, tanto que temos um escritório em Recife, um dos maiores polos tecnológicos do país”, conclui.

De acordo com a Algar Telecom, a operadora foi a primeira a lançar o 5G no Brasil. Em dezembro de 2021, a companhia levou a tecnologia às regiões de Uberlândia, Uberaba e Franca na frequência 2,3 GHz. Desde então, o foco é expandir o 5G para novas localidades dentro dessas áreas e ampliar a cobertura na faixa de 3,5 GHz nas cidades onde já foi liberada.

Para Veronica Teichriebt, professora, pesquisadora e coordenadora de cooperação e inovação do CIn-UFPE, “a parceria do Brain e da Algar Telecom é de grande relevância não somente do ponto de vista das plataformas estruturantes para o desenvolvimento de tecnologias 5G, mas para experimentação de cases práticos que se beneficiam da conectividade 5G em diversas indústrias, como cidades inteligentes, segurança e agro, aproveitando o expertise do CIn-UFPE em áreas como engenharia de software, realidade aumentada, visão computacional e inteligência artificial”.

Parcerias pela inovação

A inovação está presente nos pilares que sustentam os objetivos estratégicos da Algar Telecom, que aposta no modelo de inovação aberta desde 2017, com a fundação do Brain, para buscar parcerias que promovam o desenvolvimento de soluções disruptivas. A proposta é garantir que a inovação aconteça em colaboração com agentes externos, como startups, universidades, parceiros, colaboradores e clientes, entre outros.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários