Paramount+ registra 43,3 milhões de assinantes globalmente

De acordo com o grupo, o número de usuários seria maior se não fosse pela remoção de 1,2 milhões de clientes russos; entenda.

Nesta quinta-feira (04), a Paramount Global divulgou que sua plataforma de streaming teve um crescimento líquido de 3,7 milhões de assinantes, totalizando globalmente 43,3 milhões de usuários. Embora esteja acima do registrado no trimestre passado de 39,6 milhões, o total do novo relatório teria sido maior (4,9 milhões de inscritos), se não fosse pela remoção de 1,2 milhão de clientes russos por causa da ofensiva contra a Ucrânia.

A receita cresceu 120% para a Paramount+, já que a receita geral de assinaturas aumentou 74% ano a ano, para US$ 830 milhões. De acordo com o CEO Bob Bakish, a expectativa é atingir 100 milhões de inscritos até 2024.

“A Paramount+ capturou o maior número de inscrições, adições brutas e líquidas de assinantes de qualquer serviço de streaming doméstico premium no trimestre, de acordo com o relatório de junho de 2022 da Antenna”, afirmou a empresa em seu relatório de ganhos.

Em junho, a Paramount+ foi lançada na Coreia do Sul, Reino Unido e Irlanda, incluindo uma lista internacional de sete novos títulos. Segundo a companhia, esse crescimento de assinantes foi parcialmente impulsionado por esses novos mercados.

“O crescimento de assinantes da Paramount+ foi parcialmente impulsionado por lançamentos bem-sucedidos no mercado internacional, incluindo Reino Unido, Irlanda e Coreia do Sul.”

A empresa também tem planos de expandir para a Áustria, França, Alemanha, Itália e Suíça no segundo semestre deste ano. Bakish apontou na teleconferência de resultados que, até o final de 2022, “esperamos ter nossos serviços de assinatura de vídeo sob demanda em 60 mercados totais daqui para frente”.

Durante a conferência dos resultado, o executivo também falou que a Paramount+ teve uma aquisição e engajamento robustos, graças a “Halo”, “Star Trek: Strange New Worlds”, “Sonic the Hedgehog 2”, “Jackass Forever”, “1883”. “A Cidade Perdida” e a Liga dos Campeões da UEFA.

Em relação ao serviços de streaming a Paramount Global, que engloba a Paramount+, Pluto TV, Showtime, Noggin e BET+, a empresa atingiu 64 milhões, acima dos mais de 62,4 milhões no final do primeiro trimestre de 2022.

Paramount vai investir em mais conteúdos para streaming

Na conferência, a empresa também informou que deve ter um prejuízo de US$ 1,2 bilhão este ano, sendo que até a metade do ano, já perdeu US$ 901 milhões. Além disso, indica que essa perda de valores continuará até dezembro, por causa do elevado investimento em produções para o streaming, afirmando que vai aumentar conscientemente os gastos/prejuízos em 2023 para fazer frente à concorrência.

Naveen Chopra, CFO da Paramount Global, defende que para manter o crescimento do público na plataforma, a única fórmula é gastar mais, afirmando que a meta de investimento em produções até 2024 é de R$ 6 bilhões, sendo sua maior parte para o streaming.

“Em relação aos gastos com conteúdo, a coisa mais importante a lembrar é que, quando pensamos em nosso investimento em conteúdo, estamos sempre analisando o crescimento e o retorno que ele desbloqueia. Nosso investimento em conteúdo está funcionando. Não queremos sacrificar uma oportunidade de longo prazo.”, explicou ele.

SourceTerra
Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x