21/02/2024

Confirmado! Liberada faixa do 5G em cidades do Sul, Nordeste e Centro-Oeste

De acordo com o grupo, Rio de Janeiro, Palmas, Vitória e Florianópolis devem ser as próximas a ter o espectro liberado para o serviço.

Após reunião realizada nesta sexta-feira (12) pelo Gaispi, grupo responsável pela liberação do espectro 3,5 GHz e implementação do 5G no país, foi confirmada a liberação do sinal da nova rede em mais três capitais brasileiras: Curitiba, Goiânia e Salvador. A notícia foi divulgada pelo conselheiro da Anatel e presidente da Gaispi, Móises Moreira.

Com isso, a partir desta terça-feira (16), as operadoras vencedoras do leilão realizado em novembro do ano passado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), já poderão ativar o sinal e iniciar a comercialização da quinta geração de internet móvel para a população.

Além disso, foi conversado também sobre a expectativa de ainda neste mês de agosto, liberar o sinal para a ativação do 5G no Rio de Janeiro, Vitória, Florianópolis e Palmas.

Durante a reunião também foi discutida uma eventual prorrogação de mais 60 dias para a liberação da faixa a ativação do 5G em 15 capitais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Nessas localidades o processo de limpeza do espectro de 3,5 GHz está menos avançado, diferente das capitais do Rio de Janeiro, Tocantins, Espírito Santo e Santa Catarina.

Nessas quatro capitais, a EAF (Siga antenado), que opera a limpeza do espectro, teria convicção de que terminaria as atividades em breve. O prazo final para a ativação do sinal segue até 29 de setembro, mesmo que nas outras capitais, às operadoras já estejam ativando o 5G. Lembrando que está sendo opção das empresas iniciarem os trabalhos antes do prazo previsto.

Atualmente, Brasília, São Paulo, João Pessoa, Belo Horizonte e Porto Alegre já contam com o 5G na faixa de 3,5 GHz, que é a versão standalone (SA) da rede, que promete até 100 vezes mais velocidade do que o 4G e baixa latência. Lembrando que é necessário ter um aparelho compatível com o 5G para ter acesso a rede. Além disso, depende da disponibilidade de cada operadora (TIM, Vivo e Claro), que estão com suas próprias estratégias para liberar a tecnologia para os seus clientes.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários