Rede 5G será ativada em São Paulo nesta quinta-feira (4)

Segundo a EAF, a maior cidade do país já está pronta para receber a tecnologia. Gaispi irá se reunir para tratar somente da capital paulista.

Nesta terça-feira (02), o Gaispi, Grupo de Acompanhamento da faixa de 3,5 GHz, deverá convocar uma reunião extraordinária para realizar a ativação do 5G SA em mais uma capital brasileira: São Paulo. Inicialmente, a maior cidade do país não estava prevista nesta nova levada, mas neste final de semana, a Entidade Administradora da Faixa (EAF) acelerou a limpeza do espectro.

Com isso, a previsão é que o 5G seja ativado em São Paulo ainda nesta próxima quinta-feira (4), de acordo com o jornal O Estado de S.Paulo/Broadcast. A informação também foi confirmada pelo conselheiro Moises Moreira, presidente do Gaispi, ao Teletime.

“Será uma reunião apenas para São Paulo, porque já estava tudo pronto e seria muito ruim deixar a maior cidade da América Latina aguardando até o dia 10, na próxima reunião ordinária do Gaispi”, destacou a este noticiário.

De acordo com o conselheiro, a EAF comunicou no último sábado, 30 de julho, que a capital já está pronta. “Eles avançaram bastante, trabalharam na quinta-feira, sexta e sábado de madrugada, fazendo testes de tarde e de noite, e ontem garantiram [a limpeza]. O meu pessoal na Anatel acompanhou e eu tive a garantia deles que poderia ligar o 5G”.

Por ser a maior cidade do Brasil, há a expectativa de que a mitigação nas estações FSS ocorram sem grandes problemas, da mesma forma que ocorreu em Brasília, que foi a primeira capital a receber a rede. De acordo com presidente do Gaispi, a EAF possui um a ”sala de guerra” que monitora o país todo em eventuais casos de interferência. “Só os testes podem não ser suficientes, às vezes ligamos e aí sentimos que tem dificuldade. Mas acredito que, se isso ocorrer, será pouco“.

Segundo o jornal, serão 892 antenas com a tecnologia 5G SA na capital paulista, o equivalente a uma cobertura de 20% do total do site 4G na cidade. Com isso, novamente, as operadoras excedem o mínimo requerido pelo edital, que era de 462 antenas. A maior parte das estações radiobase está nas áreas empresariais, especialmente na região central.

O conselheiro mantém a expectativa de que o trabalho da EAF seja concluído em todas as capitais brasileiras até o fim de agosto, liberando assim a rede para que as operadoras comecem a comercialização até o dia 29 de setembro.

Entretanto, ele explicou que se ocorrer algum problema ainda neste mês, a entidade pode comunicar ao Gaispi a possibilidade de uma nova prorrogação de 2 meses, que poderá ser avaliada pelo Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Moises Moreira também mencionou que as próximas cidades que deverão ter o espectro liberado serão Curitiba, Goiânia, Salvador e “talvez alguma outra mais”, mas ainda sem previsão.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
2
0
O que você acha? Comente!x