Mais três capitais terão o sinal do 5G ativado na sexta-feira (29)

Com a liberação da faixa pelo Gaispi, operadoras de telefonia celular poderão iniciar as vendas da rede nesse próximo final de semana.

De acordo com Moisés Queiroz, conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e presidente do Gaispi, grupo responsável pela implementação do 5G no país, mais três capitais terão o sinal da quinta geração de internet móvel ativado na próxima sexta-feira, 29.

As cidades que receberão a nova tecnologia são Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS). Dessa forma, com a liberação da frequência, as operadoras responsáveis pela ativação do sinal poderão iniciar as vendas já neste final de semana.

Ainda de acordo com o conselheiro, há expectativa de que as próximas cidades a receber o 5G sejam Curitiba, Goiânia, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, com estimativa de ativação do sinal na primeira quinzena de agosto. Duas capitais da região norte, Manaus e Belém, poderão ser as últimas da lista.

“Os trabalhos estão sendo feitos nessas cidades, mas ainda não há uma data definida”, afirmou.

De acordo com edital do 5G, as operadoras de telefonia vencedoras do leilão deveriam ativar o sinal da nova rede nas capitais brasileiras até o final deste mês, mas devido aos problemas encontrados pelo Gaispi em liberar a faixa de radiofrequência de 3.300 MHz a 3.700 MHz, que é a usada pela tecnologia, o prazo foi prorrogado para até 29 de setembro.

Dessa forma, é necessário que além da liberação do espectro pelo Gaispi, as prefeituras também colabore com o processo, facilitando o processo de solicitação instalações de antenas pelas operadoras, uma vez que a tecnologia requer um um número maior de ERBs (Estações Rádio-Base) para que entregue tudo que ela promete, como baixa latência e alta velocidade.

Em cada cidade, a estruturação logística na instalação das antenas é fundamental para o funcionamento adequado do 5G. Além disso, cada cidade tem legislações específicas sobre o número de torres e locais de instalações, ao considerar fatores como proximidade com a escolas, postos de saúde e áreas residenciais.

Dessa forma, em colaboração com as prefeituras, o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gasipi) está avaliando as condições para cada cidade conforme a determinação no leilão do 5G, com as funções de disciplinar e fiscalizar a aplicação tecnológica.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
3
0
O que você acha? Comente!x