21/05/2022

TV paga perde cerca de 200 mil clientes entre fevereiro e março

TV por assinatura continua perdendo assinantes, onde registrou uma queda mensal de 1,2% e perda em todas as regiões brasileiras.

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o segmento de TV por assinatura continua perdendo assinantes. Conforme os dados, houve uma queda mensal de 1,2%, onde saiu de 15,8 milhões de acessos em fevereiro para 15,6 milhões em março.

Em relação às principais empresas que oferecem o serviço de TV por assinatura no mercado, a Claro fica no topo da lista com 6,71 milhões de acessos, seguida da SKY/AT&T com 4,37 milhões, Oi com 3,09 milhões ativos e Vivo com 1,06 milhões de acessos.

Por esse números é possível perceber que a Claro continua sendo a lidera na participação de mercado, contendo 42,9% do market share de TV paga, enquanto que a SKY segue em segundo lugar com 28%, Oi em terceiro com 19,8% e Vivo em quarto com 6,8%. No entanto, com a venda da base de assinantes da Oi TV para a SKY, o serviço da Oi não fará mais parte desse mercado, e a SKY fica mais próxima da Claro, ameaçando seu posto de liderança.

Embora seja uma tecnologia promissora, a presença da TV por assinatura por fibra óptica ainda é tímida, sendo que registrou apenas 8,5% de participação. A que predominou no número de clientes foi a via satélite, com 57,9%, enquanto que a cabo coaxial teve 33,7% de acessos.

Todas as regiões apresentaram queda no número de assinantes na TV paga, com destaque para o Sul, que saiu de 2,36 em fevereiro para 2,33 milhões em março, representando 1,4%. Em seguida vem o Sudeste com queda de 1,3%, saindo de 8,8 milhões em fevereiro para 8,7 milhões em março.

O Centro-Oeste registrou em fevereiro 850 milhões de acessos, mas passou para 840 milhões em março, perda de 1,1% dos assinantes. Nordeste perdeu 0,8% dos clientes, saindo de 3,7 milhões em fevereiro para 3,4 em março. Proporcional a quantidade de assinantes na região, Norte foi o que menos perdeu, saindo de 642 mil me fere veio para 638 mil em março, uma queda de 0,6%.

[ATUALIZAÇÃO – 02.05.2022 14H10]: Diferentemente do que informamos no título desta matéria, a TV por assinatura no Brasil perdeu 200 mil assinantes, e não 2 milhões de clientes. Dentro da reportagem, o número já estava sendo informado corretamente, mas o título deste conteúdo precisou ser alterado. Pelo erro, pedimos desculpas.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

5 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários