InícioDefesa do ConsumidorClaro pode ser multada em até R$ 11 milhões por instabilidade no...

Claro pode ser multada em até R$ 11 milhões por instabilidade no sistema

Operadora deve explicar ao Procon-SP o que causou a queda do sistema e elaborar um plano de ação para ressarcir os clientes prejudicados.

Na segunda-feira (27), o sistema da Claro passou por instabilidade deixando seus clientes sem acesso à rede e a diversos serviços da operadora, como problemas nos aplicativos do Minha Claro Residência e Móvel, além de dificuldades de fazer recarga de créditos.

A queda do sinal e do sistema foram registrados pelo consumidores até a quarta-feira (29), dia que a empresa informou que as centrais de atendimentos estavam funcionando normalmente.

Por causa desses problemas, a operadora foi notificada pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidores de São Paulo (Procon) e corre o risco de receber multa de até R$ 11 milhões. A notificação foi enviada para a operadora, que até a noite de ontem não se pronunciou.

O Procon-SP pediu explicação para a Claro com o intuito de entender quais foram os motivos que causou a pane e impossibilitou que seus cliente entrasse em contato com as centrais da operadora. Além disso, a mesma deve esclarecer quais os canais que foram afetados pela instabilidade e por quanto tempo o problema perdura.


LEIA TAMBÉM:

–> Serviços de atendimento ao cliente operam normalmente, afirma Claro

–> Ainda ou de novo? Claro continua apresentando instabilidade em seu sistema

–> Claro apresenta problemas em seu sistema nesta segunda-feira

Em conclusão, o órgão pró-consumidor solicita que a operadora se posicione sobre as soluções tomadas para resolver os problemas relatados e estabeleça um plano de ação para ressarcir os valores a clientes que tiveram seus serviços interrompidos devido a queda do sistema e da rede.

De acordo com o Tecnoblog, Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP, afirmou que

“A Claro pode ser multada em até R$ 11 milhões, caso seja comprovado que o Serviço de Atendimento ao Consumidor está sendo prestado de modo defeituoso, se a empresa estiver dificultando ou estiver falhando na prestação de serviço de atendimento ao consumidor ela também pode ser autuada e o caso encaminhado à fiscalização”.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários