InícioEconomia e NegóciosBrisanet reporta prejuízo de mais de R$ 6 milhões no terceiro trimestre

Brisanet reporta prejuízo de mais de R$ 6 milhões no terceiro trimestre

Terceiro trimestre foi de prejuízo para a empresa, em comparação ao ano passado, onde registrou um lucro de R$ 11,2 milhões; saiba detalhes.

A mais nova operadora da região do Nordeste, Brisanet, divulgou na semana passada o seu levantamento financeiro do terceiro semestre de 2021. A empresa registrou um prejuízo de R$ 6,62 milhões este ano, diferente de exatamente um ano atrás, onde registrava um lucro de R$ 11,2 milhões. Essa diferença foi causada pelo aumento dos custos da companhia com despesas administrativas, comerciais e financeiras.

A Brisanet, que fez uma forte presença no leilão do 5G, teve seus gastos ampliados com pessoal em função do aumento de casas passadas e conectadas, algo que exigiu mais contratação de funcionários. Houve gastos também no aluguel de portes/energia elétrica devido a inflação dos contratos e gastos com link.

Houve aumento também nos dispêndios com depreciação e amortização por causa da expansão da rede que ampliou os ativos e o intangível. Além disso, ocorreu às despesas extraordinárias referentes à abertura de capital da companhia na Bolsa (B3).

Na comparação ano a ano, a receita líquida da empresa teve um aumento de 55,8%, sendo que no terceiro trimestre de 2020 teve R$ 121,9 milhões, enquanto o deste ano passou para 190 milhões. Aumento ocorrido por causa do aumento do número de assinantes, que passou de 554,915 para 790,731 em setembro deste ano, uma alta de 42%; e do aumento da participação dos pacotes de maior valor na base de clientes. Houve aumento de 3,1% no ticket médio de banda larga.


LEIA TAMBÉM:

–> Brisanet abre processo seletivo para mais de 600 vagas de emprego

–> Brisanet marca presença no Nordeste e inicia expansão para o Centro-Oeste

–> Mais uma: Brisanet fornecerá serviço de telefonia celular 5G no Nordeste

Em relação à dívida bruta, em setembro de 2021, a empresa apresentou R$ 1,1 bilhão direcionado ao investimento na expansão geográfica de sua rede de fibra óptica, sendo que essa dívida é composta por empréstimos, financiamento, debêntures, obrigações de arrendamento e operações com derivativos.

Quanto ao Caixa e aplicações financeiras ao final do período de R$ 1,3 bilhão, a Brisanet teve um caixa líquido de R$ 182 milhões, comparado à dívida líquida de R$ 493 milhões ao final do ano passado.

O EBITDA Ajustado da Companhia, desconsiderando as despesas não recorrentes referentes à abertura de capital no montante de R$ 5,5 milhões, foi de R$ 72,6 milhões. Crescimento de 42% em comparação ao mesmo período do ano passado. enquanto que a margem EBITDA Ajustado foi de 38,2%, ante 42% um ano antes.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários