InícioTV por AssinaturaSucesso recente da Netflix golpeou Disney+ e HBO Max

Sucesso recente da Netflix golpeou Disney+ e HBO Max

Se os dois concorrentes de peso estavam ‘em alta’, a Netflix provou que ainda pode ter a soberania no streaming; entenda as razões.

O cenário não foi dos melhores para a Netflix no primeiro semestre de 2021. No Brasil, até mesmo um reajuste no valor das assinaturas foi aplicado e a plataforma se tornou a mais cara da atualidade. O plano mais encorpado tem custo acima dos R$ 50. Obviamente, a empresa diminuiu seu ritmo de crescimento, ao passo em que vários países iam adotando flexibilizações sobre a pandemia e liberando atividades externas.

Captura de Tela do site da Netflix
Imagem: Captura de Tela do site da Netflix

A empresa foi uma das que mais cresceram no período pandêmico. Depois, o mercado se tornou cada vez mais complexo e acirrado, especialmente com a chegada dos concorrentes de peso como Disney+, HBO Max e outros. Empresas criadas pelos estúdios que antes entravam no catálogo da Netflix com suas produções.

Obviamente, a concorrência surgiu com muito alarde. A Disney, por exemplo, investiu pesado em séries do universo Star Wars e da Marvel, continuando histórias abordadas nos filmes dos Vingadores, para atrair assinantes. Já a WarnerMedia, com o HBO Max, ressuscitou séries de sucesso como Friends, Gossip Girl e trouxe filmes do cinema com rapidez para a plataforma.

Mas, tudo isso representava um “investimento de risco”, ou seja, uma aposta que poderia gerar prejuízo a curto prazo, mas possibilitaria um crescimento rápido. A Netflix não seguiu a contramão, também seguiu com gastos expressivos. Porém, a “gigante do streaming” promoveu uma virada recente nesse mercado.


VEJA TAMBÉM:

–> Disney+ ainda pode voltar com o ‘polêmico’ Premier Access

–> Netflix lança bolsas de estudo em homenagem a Chadwick Boseman

–> Número de assinantes da Netflix é revelado após erro

Aqui, mencionamos a série Round 6, produção sul coreana que atingiu 111 milhões de residências em todo o mundo durante um mês. Para a empresa, é a quebra de todos os recordes, incluindo da série que antes ocupava o posto de mais assistida: o drama Bridgerton.

O golpe nos concorrentes vem justamente do valor que a Netflix gastou para fazer Round 6: US$ 21,4 milhões, na conversão R$ 116 milhões. Para se ter uma ideia, corresponde ao valor gasto em um único episódio de uma série da Marvel do Disney+.

Isso não significa que os concorrentes não estão lucrando ou fazendo sucesso, mas aqui percebe-se que pode ser um fator de grande incômodo o fato de a principal concorrência conseguir tanto resultado com uma produção de baixo orçamento.

Com informações de Observatório de Séries

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários