InícioTV por AssinaturaNovo comando da Globo quer foco no streaming e novo público

Novo comando da Globo quer foco no streaming e novo público

Grupo enfrenta mudanças constantes e alinha nova estratégia para os próximos anos; entenda.

Não é de hoje que o Grupo Globo passa por mudanças, que vão desde a forma de contratar atores fixos até mesmo ao modelo de negócio, que nos últimos meses assumiu um novo “DNA”. Agora, Paulo Marinho, neto de Roberto Marinho, assume o comando e vai representar uma espécie de liderança “jovem” para a emissora, visto que está em seus 44 anos idade.

Imagem: Chamada de Verdades Secretas 2, próximo lançamento do Globoplay. Captura de Tela – YouTube

O streaming será um foco. A ideia é fazer com que a TV aberta conversa mais com a plataforma do Globoplay. Afinal, o sucesso do BBB21 fez com que o serviço crescesse 89% em número de assinantes. Vale lembrar que o programa também foi sucesso de audiência no canal aberto.

Portanto, faz todo sentido que o grupo queira caminhar para que o streaming esteja integrado com a TV. A conclusão foi que os mais jovens gostaram da novidade e o propósito agora será atrair novas audiências para o canal. Isso significa formar novos telespectadores, mas antes fidelizá-los no streaming.

Paulo Marinho assume o comando da Globo em 1º de fevereiro de 2022. Ao lado do executivo, João Roberto Marinho, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo, também ocupará o cargo. Os dois substituem a liderança de Jorge Nóbrega.


VEJA TAMBÉM:

–> Telecine suspende aplicativo próprio e migra para o Globoplay

–> Como e por que a Globo caminha para ser uma empresa de mídia e tecnologia?

–> TV Globo vive dia de críticas e questionamentos nas redes sociais

Internamente, há preocupações na emissora. Rejuvenescer a marca pode envolver mudanças expressivas que devem envolver até mesmo mais demissões. O que se sabe até o momento é que Paulo Marinho conhece a linguagem do público jovem da atualidade e pretende busca-los para embutir no Ibope.

Recentemente, outra mudança que envolveu o grupo foi a migração do streaming Telecine para dentro do app do Globoplay.

Com informações de Carla Bittencourt (Metrópoles)

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários