InícioTelefonia CelularBrasileiros são os maiores usuários de serviços pré-pagos, afirma estudo

Brasileiros são os maiores usuários de serviços pré-pagos, afirma estudo

Estudo da Ding aponta a preferência dos brasileiros aos serviços pré-pagos e qual aplicativo é mais utilizado; saiba detalhes.

Estudo afirma que os brasileiros são os usuários que mais consomem serviços de telefonia celular pré-pagos no mundo. Em sua segunda edição, o estudo Global Pre-Paid Index (GPI) foi realizado pela Ding, um serviço internacional de recarga de celular.

O estudo mostra que 86% dos brasileiros preferem o serviço pré-pago, perdendo apenas para a Arábia Saudita com 89%. Enquanto que no México, 82% dos consumidores utilizaram esse tipo de serviço.


Segundo Mark Roden, fundador e presidente-executivo da Ding,

“A flexibilidade oferecida pelos serviços pré-pagos é muito mais atraente para a maioria do mercado brasileiro do que as caras opções de contratos de longo prazo”.

LEIA TAMBÉM:

–> Maioria dos brasileiros consideram que ‘WhatsApp Pay’ não é seguro, diz pesquisa

–> Brasileiros são os que mais aceitam rastreamento no iPhone

–> DiaMundialdasTelecomunicações: 3 mudanças que os brasileiros querem no setor

Dados do estudo mostram que 37% dos usuários brasileiros preferem o serviço pré-pago por permitir ter um orçamento melhor, enquanto que 35% preferem pagar apenas pelo o que usa.

“O formato pré-pago permite que as pessoas tenham maior controle sobre suas finanças”, comenta Roden.

A pesquisa da Ding aponta também que a preferência dos brasileiros pelo pré-pago está ligada a fatores econômicos. Somente 28% dos brasileiros entrevistados se sentem confiantes quanto a economia do país. Além disso, eles mostram menos otimismo sobre o futuro econômico do Brasil, em comparação com os outros países.

A pesquisa também aponta que o aplicativo mais utilizado pelos brasileiros é o WhatsApp com 85%, seguido pelo Instagram (76%) e Facebook Messenger (65%).

Os entrevistados foram questionados sobre o uso diário do celular, sete a cada dez (65%) afirmaram ser essencial o uso do celular em sua rotina. Porcentagem maior do que falar com a família (54%), navegar nas redes sociais (42%) e falar com amigos (25%).

O estudo foi realizado com 6.250 entrevistados dos seguintes países: Brasil, México, Índia, Indonésia, Filipinas, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Alemanha e Nigéria.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários