InícioTV por AssinaturaApple TV+ sofre com a pirataria de seus conteúdos

Apple TV+ sofre com a pirataria de seus conteúdos

Desde o seu lançamento, a Apple TV tem tentando impedir a pirataria de seus conteúdos em sites de torrent, mas sem sucesso; saiba detalhes.

Crédito: Jonzy, do DeviantArt.

Mesmo com o grande crescimento da popularidade da Apple TV+, a companhia está tendo que lidar com níveis crescentes de pirataria online. A empresa tem tentado impedir e retirar conteúdos roubados de sites que não tem autorização para exibir seus conteúdos.

Desde novembro de 2019, quando foi lançado a Apple TV+, os programas e filmes da plataforma têm crescido em sites de pirataria.


De acordo com o site MacRumors, as produções da Apple TV+ têm pelo menos 2 mil seeders ativos em cada site de pirataria, o que chega a cerca de 125 mil de seeders por títulos. Seeders, (do inglês seed, semente), são usuários que têm arquivos salvos no seu computador para oferecer download.

Os conteúdos da Apple TV+ que obtém a maioria dos downloads são “Ted Lasso”, “The Morning Show” e “SEE.

Embora a Apple tenha 91,2% dos seus pedidos de remoção de site de torrent atendidos, a ação não parece impedir o crescimento e a disponibilidade de conteúdos em sites piratas.

LEIA TAMBÉM:

–> Apple TV Plus não alcança número satisfatório de assinantes

–> Apple TV passa a ser compatível com todos dispositivos Android TV

–> Aplicativo independente da Apple TV aparece em TV LG

Segundo o MacRumors, foram expedidos mais de 350.00 pedidos para o Google citando a violação de direitos autorais do conteúdo da Apple TV+. No entanto, essas ordens apenas impedem o Google de indexar sites considerados piratas, não afetando a hospedagem real do conteúdo pirateado.

A preocupação da Apple é tão alta que somente em agosto deste ano, o Google recebeu mais de 8.500 pedidos da companhia.

Embora o Google esteja coibindo cada vez mais sites que hospedam conteúdos pirateados, o trabalho fica mais difícil, pois os sites estão trocando de domínio frequentemente e redirecionando os usuários, fazendo com que os links de torrent continuem acessíveis.

Negócio Pirata

A pirataria se tornou um negócio lucrativo para sites do torrent, sendo que os cinco principais sites de pirataria consegue levantar mais de US$ 18 milhões em receita com patrocínios e publicidade por ano.

De acordo com a Alliance for Creativity and Entertainment (ACE), a pirataria de streaming está representando 80% da pirataria, o que custa para as empresas cerca de US$ 71 bilhões por ano.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários