Oi conclui a venda da unidade de torres para a Highline

Negócio envolve a alienação de 637 antenas da operadora em recuperação judicial.

Oi conclui a venda da unidade de torres para a Highline

Na noite desta terça-feira, 30 de março, a Oi (OIBR3/OIBR4) anunciou ao mercado que concluiu a venda da UPI Torres à Highline do Brasil.

O contrato entre as duas empresas foi celebrado em 23 de dezembro de 2020, após a Highline vencer o leilão em novembro do ano passado.

No negócio, a Oi vendeu 637 torres e rooftops, além de infraestrutura implantada em ambientes internos, como shoppings centers, por exemplo.

A operadora em recuperação judicial receberá R$ 1,1 bilhão pelo ativo, sendo que a Highline já pagou R$ 861,8 milhões à vista e em dinheiro.

VIU ISSO?

–> Oi marca assembleia para discutir incorporação da Telemar e BTCM

–> InfraCo: Rede neutra da Oi já possui dois acordos para atender 268 cidades

–> Oi Fibra chega à São Paulo no segundo trimestre

De acordo com a operadora, o saldo remanescente será pago após as apurações e ajustes usuais a este tipo de operação.

A operação segue o novo aditamento ao plano de recuperação judicial da Oi, que prevê a divisão de ativos da empresa e posterior venda, com o objetivo de reduzir a dívida bilionária da empresa.

“A conclusão da Operação representa a implementação de mais uma etapa do Plano de Recuperação Judicial e do Plano Estratégico de Transformação da Oi, visando assegurar à Companhia maior flexibilidade e eficiência financeiras e sustentabilidade de longo prazo, com o seu reposicionamento no mercado e sua conversão na maior provedora de infraestrutura de telecomunicações do país, a partir da massificação da fibra ótica e internet de alta velocidade, do provimento de soluções para empresas e da preparação para a evolução para o 5G, voltada para negócios de maior valor agregado e com tendência de crescimento e visão de futuro”, afirmou a companhia em fato relevante.

Controlada pelo fundo de investimentos norte-americano Digital Colony, a Highline Brasil já é uma das maiores empresas independentes de torres do país.

Além da UPI Torres, a Oi também já concluiu a venda de cinco data centers para a Titan, por R$ 325 milhões.

A operadora ainda fará o leilão da venda da participação majoritária da InfraCo – a nova empresa de rede de fibra neutra da Oi -, além da operação de TV por assinatura via satélite.

Já a venda da unidade móvel para o consórcio formado pelas operadoras TIM (TIMS3), Vivo (VIVT3) e Claro ainda aguarda a aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A previsão é que a anuência da alienação da Oi Móvel ocorrerá apenas no final deste ano.

Com informações de Relações com Investidores Oi.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários