Algar Telecom pode ficar com parte da telefonia móvel da Oi

Entenda como a operadora mineira pode ser favorecida na compra liderada pelas empresas TIM, Vivo e Claro.

Divulgação Algar Telecom
Imagem: Divulgação Algar Telecom

A especulada compra da Oi Móvel (OIBR3 / OIBR4) pela TIM, Claro e Vivo ainda pode reservar surpresas e quem sairá por cima é a Algar Telecom.

Os membros da prestadora e agentes de bancos de investimento consideram a possiblidade de uma intervenção do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Isso significa que a autarquia poderá impor restrição para a compra, por temer uma concentração de mercado muito forte nas mãos das três vencedoras do leilão.

De olho nessa possibilidade, a empresa mineira considera que o consórcio formado pelas três operadoras poderá ter que vender parte dos ativos adquiridos. É quando a Algar Telecom poderá comprar uma parte.

VIU ISSO?

–> Banco Itaú tenta atrapalhar venda da Oi Móvel

–> Especialistas criticam venda da Oi Móvel para Claro, Vivo e TIM

–> Oi pode ter apoio do CADE para vender unidade móvel

Vale lembrar que a empresa chegou a enviar proposta pela Oi Móvel, mas considerou o valor mínimo de R$ 15 bilhões, estabelecido pela tele carioca, muito alto.

Foi especulada até mesmo uma união entre a operadora e a Highline do Brasil, para que as duas ganhassem força na disputa, mas as conversas não caminharam.

Para a Algar, seria um crescimento desproporcional também, devido a atuação ainda regional da tele.

De toda forma, está fora de cogitação qualquer participação da marca no leilão.

Se operadora ficar ou não com uma parte dos ativos, será um trabalho onde a própria “comeu pelas beiradas”.

Com informações de Estadão

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários