Oi pode ter apoio do CADE para vender unidade móvel

Ministério das Comunicações quer favorecer venda de ativos da operadora; entenda a motivação que deve nortear o processo.

Ilustração - Oi
Imagem: Pixabay

Ao que tudo indica, a Oi terá ajuda do Ministério das Comunicações em seu processo para vender ativos e finalmente reverter os efeitos negativos que assolaram seu caixa nos últimos anos.

O Governo Federal vai fazer a sua parte para que a empresa não vá a falência. A pauta, inclusive, é uma das preocupações do Ministério recriado em junho deste ano.

A informação mais recente é que a Advocacia-Geral da União intermedia conversas com a Anatel para que a agência consiga reduzir a dívida da operadora pela metade.

Mas, para tudo funcionar, a Oi não pode sofrer qualquer tipo de restrição ou impedimento pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

E há grandes possibilidades de a autarquia encontrar problemas na negociação que deve vender a unidade móvel da tele para Vivo, TIM e Claro. O motivo é a óbvia diminuição da concorrência.

De acordo com o site da VEJA, os executivos da Oi ouviram do ministro Fábio Faria que terão ajuda para convencer o CADE.

VIU ISSO?

–> Oi Soluções oferece internet banda larga de até 10 Gbps

–> Grade da Oi TV ganha nova emissora

–> Oi terá modelo de negócio semelhante à Amazon

A fibra óptica é um dos motivos que fazem o governo não querer ver uma “quebra” da Oi. Atualmente, a marca possui a rede mais capilarizada do país.

Inclusive, a tecnologia é vista como imprescindível para a implantação do 5G, assim como para a continuidade das operações da empresa.

Com informações de VEJA

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários