CEO da Claro defende apenas três operadoras no mercado móvel

Executivo garantiu que a venda de ativos da Oi Móvel vai melhorar a competição entre as operadoras.

Nesta terça-feira, 15, durante evento online organizado pelo SindiTelebrasil, José Félix, atual presidente da Claro, defendeu que a venda da Oi Móvel trará mais equilíbrio para o setor móvel no país.

Atualmente, a proposta conjunta da Claro, Vivo (VIVT3 / VIVT4) e TIM (TIMP3) para a compra dos ativos móveis da Oi (OIBR3 / OIBR4) está classificada como primeira proponente (ou “stalking horse”, no jargão do mercado). Isso significa que as três operadoras poderão cobrir novas propostas que possam surgir.


Félix não vê o fechamento do negócio como uma redução de competição, mas algo benéfico para o mercado.

De acordo com o executivo, Claro, Vivo e TIM tem capital para ajudar a Oi em seu processo de recuperação judicial. Além disso, as três empresas têm know how para manter a continuidade dos serviços, em sua opinião.

Ele também afirma que a venda da Oi Móvel para as três operadoras amplia a competição, evitando a concentração de clientes e frequências em uma única operadora.

“Acho que o Brasil terá enormes benefícios pois será atendido por empresas que já conhecem o mercado – não tá entrando aqui nenhum aventureiro. São empresas capazes de competir de forma agressiva”, disse o CEO da Claro.

VIU ISSO?

–> Oi terá modelo de negócio semelhante à Amazon

–> Oi deve ser intimada para cumprir ordens de pagamento

–> Venda de ativos da Oi não terá intervenção do governo

O executivo lembrou o caso da venda da Nextel, no ano passado, indicando que o mercado não comporta mais que três operadoras de telefonia. “Quatro é complexo”, argumentou.

Na última semana, a Assembleia Geral de Credores (AGC) aprovou o novo aditamento ao Plano de Recuperação Judicial da Oi, que prevê o fatiamento da operadora em cinco empresas independentes para posterior venda, entre elas a Oi Móvel.

O consórcio formado por Claro, TIM e Vivo fez uma proposta de R$ 16,5 bilhões pelos ativos móveis da Oi, além de mais R$ 756 milhões referente aos serviços de transição durante um período de 12 meses.

Com informações de Telesíntese.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Helliton Soares Mesquita

Depois de três vira 2. O governo deveria criar uma frequência “comunitária” no 5G. Aonde qualquer empresa poderia usar, pagando uma taxa e com possibilidade de ter antena própria, mas compartilhada dentro desse sistema. Senão, estamos lascados.

Cidade - UF
Rondonópolis - MT
Marcia Sampaio

to pensando sobre isso e ninguém faz nada ! não vou ter grana para sustentar linha movel futuramente.No passado a telesp reinava e o telefone fixo foi vendido a 3.500 reais .Um monopolio !To preocupada isso é máfia e precisa ser detido antes que fique nesta situação igual ao anos 80. Claro no
México foi vendida para uma empresa americana .

Cidade - UF
SP
Última edição 8 dias atrás de Marcia Sampaio
Igor Fonseca Figueiredo

Se depender dele pode ficar uma só, e claro que é a Claro, hahah. Nunca vi empresário torcer pra ter dezenas de concorrentes…

Cidade - UF
Rio de Janeiro-RJ
Carlos Fernandes

Na verdade o mercado já está operando somente com 3 operadoras e corre o risco de ficar só com duas, já que a TIM resolveu fazer somente figuração no mercado de telefonia móvel. Hoje em dia a TIM tem os piores planos, os mais caros, um dos piores atendimento e tambm uma das piores coberturas. Exceto os shoppings basta entrar em uma loja ou prédio para ficar sem cobertura

Cidade - UF
Rio de Janeiro
Rodrigo Santos

É muita cara de pau. Onde que diminuindo a quantidade de empresas ”amplia a competição”. Chega a dar vergonha.

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Vitor

Ele disse que vai melhorar, não disse pra quem vai melhorar

Cidade - UF
Guanambi, BA