Globo se manifesta após nova queda de braço com Bolsonaro

COMPARTILHAR:

Presidente assinou uma Medida Provisória que altera as regras de transmissão dos jogos esportivos; emissora deve ser a principal afetada.

Jair Bolsonaro
Imagem: Divulgação Palácio do Planalto

Digamos que a caneta do presidente Jair Bolsonaro teve muitos afazeres nas últimas horas. Em edição extra do Diário Oficial da União, o Governo Federal alterou as regras de transmissão para as partidas de futebol no Brasil.

Antes, apenas os canais que adquiriam os direitos poderiam transmitir. Agora, o controle basicamente fica nas mãos dos clubes, ou seja, poderão escolher se vendem ou não, pois ganham a autorização para exibir as partidas pela internet.

Como se trata de uma MP, ainda não é nada definitivo. Trata-se de um tema que terá muita discussão e terá que passar pela aprovação do Congresso.

Mas, talvez a principal afetada pela nova medida seja a TV Globo, que detém os direitos dos principais campeonatos e jogos dos clubes cariocas. A emissora, inclusive, vivia um imbróglio com o Flamengo.

Em janeiro, o time entrou com uma ação cível contra o canal com vários questionamentos em relação ao contrato celebrado entre ambos.

Confira a repercussão da nova medida:

Por sinal, o Flamengo teve uma aproximação com o presidente Jair Bolsonaro, que se reuniu também com o líder do Vasco, mas segundo notícias, foi apenas um encontro para viabilizar o treinamento das equipes no Mané Garrincha, em Brasília.

VIU ISSO?

–> Bolsonaro pode estar repensando parceria com a Huawei, diz ministro

–> Bolsonaro autoriza TVs a utilizarem a multiprogramação

–> Reforma na Lei do SeAC une esquerda e direita, diz Eduardo Bolsonaro

Afetada pela medida, a Globo, que possui contratos vigentes com os times cariocas, se manifestou durante a edição ao vivo do Jornal Nacional desta quinta-feira, 18 de junho, e alegou que a Medida Provisória não altera contratos já assinados.

“A Globo continuará a transmitir regularmente os jogos dos campeonatos que adquiriu, de acordo com os contratos celebrados, e está pronta para tomar medidas legais contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos.”, concluiu.

Para a emissora, a nova medida não afeta competições cujos direitos já foram cedidos pelos clubes.

Mas, é impossível não observar que pode ser apenas mais um episódio da queda de braço entre o presidente e o Grupo Globo. Em abril, Jair Bolsonaro cogitou até mesmo não renovar a concessão da emissora.

Confira:

Com informações de Jornal Nacional (TV Globo) e Governo Federal

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários