Bolsonaro ameaça não renovar a concessão da Globo

Após repercussão negativa do ‘e, daí?’, presidente chamou a emissora de lixo.

Na manhã desta quinta-feira, 22, o presidente Jair Bolsonaro voltou a ameaçar não renovar a concessão da TV Globo, alegando que a emissora era um “lixo” e que ela deturpava as suas falas.

Para Bolsonaro, a emissora não apresentou reportagem com o seu discurso completo, quando foi questionado sobre as mortes provocadas pela Covid-19, dando maior destaque ao “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”.

“Não vou dar dinheiro para vocês. Globo, não tem dinheiro para vocês. Em 2022… Não é ameaça não. Assim como faço para todo mundo, vai ter que estar direitinho a contabilidade, para que você [Globo] possa ter sua concessão renovada. Se não tiver tudo certo, não renovo a de vocês nem a de ninguém”, afirmou o presidente.

Segundo a Constituição Federal, apenas o Congresso tem o poder de decidir sobre a renovação de concessões de rádio e TV. Ao presidente cabe recomendar a cassação de uma determinada licença, mas, para isso, seria necessário apresentar uma infração muito grave cometida pela emissora.

VIU ISSO?

–> Dono da Claro é envolvido em boato sobre Bolsonaro e Globo

–> Bolsonaro sanciona sem vetos novo marco legal das telecomunicações

–> Globo se prepara para competir com a Netflix pelo mundo

O que Jair Bolsonaro tem estudado é propor um novo marco regulatório de radiodifusão, tornando mais rígidas as regras para renovação de concessões. Além de exigir mais documentações, a ideia é cobrar o pagamento antecipado de dívidas, mesmo que as empresas tenham parcelado débitos no passado.

As renovações de concessões de TV ocorrem a cada 15 anos. A licença da TV Globo vence em abril de 2023. Bolsonaro pode decidir sobre a renovação doze meses antes do vencimento, ou seja, em abril de 2022, início do último ano do mandato do presidente.

A ameaça da não renovação já havia sido ventilada em dezembro do ano passado, em outro caso envolvendo a Rede Globo. Na época, a emissora veiculou uma reportagem sobre um possível envolvimento de Jair Bolsonaro no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

Com informações de Folha de São Paulo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
35 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários