Bolsonaro pode estar repensando parceria com a Huawei, diz ministro

Leilão do 5G no Brasil também deve ser pautado por questões políticas.

Nesta terça-feira, 16, o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, participou de um webinar promovido pela Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), tratando de diversos assuntos. Durante a videoconferência, Braga declarou que o leilão do 5G no Brasil deve ser pautado não apenas por critérios técnicos, mas também por aspectos políticos.

O ministro afirmou que a primeira reunião sobre o 5G, tendo a participação de diversos ministérios, já foi realizado e garantiu que a discussão não será apenas técnica.


Na reunião citada, estavam presentes representantes do então Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC), do Ministério da Economia, do Ministério das Relações Exteriores, além do Gabinete de Segurança Institucional.

No lado político, Braga disse que o governo brasileiro está buscando o mesmo “posicionamento do mundo inteiro” e que está “repensando” parcerias, sem entrar em muitos detalhes sobre quais seriam.

Ele não mencionou, mas essas parcerias citadas podem ser relacionadas às empresas chinesas, como a Huawei, que tem sido bloqueada em vários países, como Estados Unidos, Austrália, Dinamarca, Canadá e, mais recentemente, no Reino Unido.

“Já temos, inclusive, diretrizes do próprio presidente no tocante a esse assunto, mas a discussão não é exclusivamente técnica”, afirmou o ministro-chefe da Casa Civil.

Por enquanto, Jair Bolsonaro mantêm silêncio sobre a questão da Huawei.

Em novembro do ano passado, Yao Wei, novo presidente-executivo da Huawei, fez uma visita à Bolsonaro. “Apenas ouvi”, resumiu o presidente brasileiro após a reunião. “Não ouvi a palavra leilão. Se falou, estava desatento”, completou.

VIU ISSO?

–> Operadoras poderão utilizar tecnologia 5G antes mesmo do leilão

–> ‘Menor preço’ não deve ser prioridade no Leilão 5G brasileiro

–> Anatel admite possibilidade de atraso no 5G

Apesar do intenso lobby dos Estados Unidos, outros membros do governo, como o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o ministro do MCTI, Marcos Pontes e, mais recentemente, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já fizeram declarações que não se pretende impedir a Huawei ou qualquer outra empresa de participar da estrutura de rede 5G no país.

O leilão das frequências segue sem data definida, podendo ocorrer no segundo semestre deste ano, ou no início de 2021.

Com informações de Tecmundo e ACRJ.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários