WhatsApp anuncia iniciativa para reduzir tráfego de internet

Mudanças serão aplicadas no exterior, mas podem servir de modelo para outros países.

WhatsApp - Ilustração
Imagem: Pixabay

Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, muitos serviços online tomam iniciativas para não sobrecarregar a infraestrutura dos provedores de internet.

Aqui no Brasil, plataformas de streaming e mídias diversas como Globoplay, Netflix, YouTube, Instagram e outras diminuíram a qualidade de transmissão.


A prática foi adotada até antes em outros países, que inclusive já contam com novas iniciativas para reduzir o consumo de internet.

Na Índia, por exemplo, o WhatsApp não aceita mais vídeos com duração superior a 16 segundos nos status. Apenas conteúdos com frames de até 15 segundos.

VIU ISSO?

–> Deezer e Telecine Play liberam acesso para ajudar reclusão

–> WhatsApp, Messenger e Instagram correm o risco de sair do ar

–> TIM Beta ganha WhatsApp ilimitado e outras novidades

Muitos usuários do país questionam se essa realmente é uma iniciativa que fará diferença para diminuir a demanda de servidores.

Em relação a essa questão, é importante considerar que as ações em cada país vão de acordo com os serviços mais explorados e utilizados pelos habitantes.

Se o resultado for significativo e a publicação de vídeos nos status demandar uma quantidade considerável de infraestrutura, a prática pode ser aplicada em outros países.

No Brasil, segundo indicativos, a redução na qualidade do streaming já surte efeitos na infraestrutura das operadoras.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários