Oscilação da Oi na bolsa de valores é questionada pelo MP

Vítima de várias especulações, falha de gestão pode motivar a volatilidade da empresa na B3.

Divulgação da Oi
Imagem: Divulgação Oi com ilustrações

Em total volatilidade na bolsa de valores, a Oi (OIBR3 / OIBR4) começou a ser questionada pelo volume de negócios que movimentou nos últimos meses. Uma solicitação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro foi feita ao magistrado responsável pela recuperação judicial da empresa.

Nela, há um pedido de esclarecimento sobre a quantidade de negócios que envolveram as ações da prestadora. O ofício será enviado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que vai investigar se houve aumento nas negociações day trade.


O termo significa a compra e venda de ativos em um único dia a fim de obter lucros com a oscilação dos valores.

Leonardo Araújo Marques, promotor responsável pela solicitação, pede também que a autarquia identifique o nome dos investidores que mais compraram e venderam pelo mecanismo no período de análise e se as operações coincidem com a alternância de valores.

Para os analistas de mercado, o sobe e desce da Oi na bolsa de valores diz respeito a uma falha de gestão e comunicação da empresa, que ainda não vendeu os ativos listados no plano de recuperação judicial.

VIU ISSO?
Americana AT&T formaliza seu interesse pela Oi
Diretoria da Oi é convocada pela Anatel
Dinheiro da Oi pode acabar em fevereiro

Nos últimos dias, a operadora enfrentou uma verdadeira “montanha-russa” na B3. As ações despencaram com a divulgação dos últimos resultados financeiros, mas dispararam com a possível especulação de que a AT&T teria interesse em comprar a companhia.

Se as respostas da CVM indicarem que a movimentação é mais do que uma coincidência, será necessária uma atuação mais rígida e atenciosa com a situação da Oi na bolsa.

No documento, o promotor critica ainda uma virulenta tentativa do conselho de administração para ter autonomia na venda de qualquer ativo da marca.

Até então, a operadora segue com um futuro incerto. Rumores apontam que o caminho será um fatiamento das operações para negociá-las, o que certamente favorece teles nacionais como TIM, Vivo e Claro. Entretanto, a venda da companhia como um todo também é considerada. Nesse caso, a gigante americana AT&T teria mais facilidade.

A empresa segue sem se posicionar a respeito das últimas especulações. O plano estratégico da Oi está relacionado com a venda de ativos não essenciais para a operação, que podem movimentar até R$ 7 bilhões para o caixa.

Com informações da Valor Econômico.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
1 Autores de comentários
Bulukka Autores recentes de comentários
  Cadastre-se  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Bulukka
Visitante
Bulukka

A única maneira da oi render alguma coisa é na bolsa de valores. A questão de má gestão eu já falei aqui. O pessoal não presta atenção….😂

Cidade - UF
Goiás