24/02/2024

MCom avalia a possibilidade de conectar escolas públicas 5G FWA

Trata-se de um projeto pioneiro no Brasil que irá avaliar uma solução de conectividade alternativa à fibra óptica por meio do 5G.

O Ministério das Comunicações (MCom) e o Governo do Distrito Federal (GDF) realizaram uma reunião na última semana para discutir um projeto inovador envolvendo o uso da tecnologia 5G FWA (Fixed Wireless Access) em escolas do Distrito Federal. Esse projeto piloto está atualmente em fase de análise e tem como objetivo avaliar a viabilidade dessa tecnologia como uma alternativa à fibra óptica para conectar as escolas.

5G

Este projeto piloto pretende tornar as escolas do Distrito Federal as primeiras do Brasil a serem conectadas com a tecnologia 5G para fins pedagógicos, que serão utilizados diretamente nas salas de aula.

O Secretário de Telecomunicações do MCom, Maximiliano Martinhão, explicou que a intenção é testar na prática como essa tecnologia funcionará em um ambiente escolar e se ela pode ser uma opção viável para conectar as 138 mil instituições de ensino básico do Brasil. Ele também enfatizou a importância de introduzir a internet nas escolas por meio de tecnologias que se adaptem às suas necessidades específicas.

O 5G FWA é uma versão fixa da tecnologia 5G, na qual um roteador se conecta à internet por meio do sinal 5G de uma operadora e distribui essa conexão localmente por meio de uma rede Wi-Fi. Uma das vantagens dessa tecnologia é a facilidade de instalação e manutenção, o que pode torná-la uma opção mais econômica em comparação com as soluções de fibra óptica tradicionais.

Leonardo Reisman, secretário executivo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF, destacou que a melhoria da infraestrutura nas escolas é fundamental quando se trata do uso da tecnologia em sala de aula.

Ele enfatizou que a qualidade do acesso à internet desempenha um papel crucial na experiência pedagógica e que um ambiente escolar conectado permite o uso de diversas ferramentas digitais, enriquecendo o processo de ensino e aprendizagem. O 5G FWA é visto como uma das possíveis soluções complementares à fibra óptica para melhorar o acesso à internet nas escolas.

“Umas das questões mais importantes quando tratamos do uso da tecnologia em sala de aula é justamente a qualidade do acesso à internet. A experiência pedagógica em um ambiente conectado permite o uso de ferramentas digitais diversas, enriquecendo o processo de ensino e aprendizagem. O 5G FWA pode ser uma das soluções complementares à fibra ótica”.

As instituições de ensino selecionadas serão determinadas pelo MCom e GDF, com base em critérios a serem definidos para facilitar a execução do estudo. Além disso, o plano receberá suporte do Centro de Pesquisa e Inovação em Comunicações (CPQD), da Intelbras, e das empresas TIM e Claro. Membros da Secretaria de Educação do Distrito Federal também estiveram presentes na reunião.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários