21/02/2024

MCom avalia tecnologias que estarão presentes na TV Digital 3.0

MCom anunciou que o Grupo de Trabalho eleito para cuidar da TV Digital 3.0 está estudando os próximos passos da implementação desse serviço.

A televisão do futuro está se preparando para incorporar uma série de tecnologias conectadas à internet, com o objetivo de aprimorar a experiência do telespectador. Isso está sendo desenvolvido através do Grupo de Trabalho da TV 3.0, que está definindo o funcionamento da nova geração da TV Digital no Brasil.

TV

Recentemente, o Ministério das Comunicações (MCom) liderou a 3ª Reunião Ordinária deste grupo, que se concentrou em avaliar as tecnologias candidatas para a Camada Física do ecossistema da TV 3.0, responsável pela transmissão do sinal pelo ar.

Durante essa reunião, foram submetidas a análise três tecnologias de camada física: ATSC 3.0, ISDB-T Avançado e 5G Broadcast. Os resultados apresentados indicaram quais sistemas estão mais alinhados com os requisitos técnicos estabelecidos pelo Projeto TV 3.0.

Após a conclusão dos testes conduzidos pela Universidade Mackenzie de São Paulo, realizados entre abril e setembro de 2023, o Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) chegou à conclusão de que os sistemas ATSC 3.0 e ISDB-T Avançado demonstraram melhor desempenho e, portanto, serão submetidos a testes de campo subsequentes.

O secretário de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações (MCom), Wilson Wellisch, anunciou que os testes de campo desempenham um papel fundamental no desenvolvimento do projeto relacionado à próxima geração da televisão. Esses testes estão programados para ocorrer entre dezembro de 2023 e maio de 2024, na cidade do Rio de Janeiro. É importante ressaltar que, neste estágio, nenhuma tecnologia específica foi descartada como solução definitiva. O projeto abrange uma análise abrangente de diversos aspectos, incluindo o mercado, a indústria, a propriedade intelectual e outros fatores relevantes.

A rápida evolução tecnológica é um elemento importante a ser considerado. Nesse contexto, é possível que outras tecnologias, como o 5G Broadcast, possam ser adaptadas para atender aos requisitos da TV 3.0 no Brasil. Além disso, esses sistemas podem ser utilizados de maneira complementar a outras tecnologias, possibilitando a recepção móvel de televisão digital de forma mais abrangente e eficaz.

Com a chegada da TV do futuro, os avanços na qualidade de imagem serão notáveis. A resolução passará de Full HD para 4K ou até mesmo 8K, o que significa um aumento de, no mínimo, quatro vezes na quantidade de pixels, proporcionando imagens mais nítidas e ricas em detalhes. A melhoria na cor e na nitidez também é uma característica relevante desse avanço. Além disso, o contraste será aprimorado com o uso de tecnologias de High Dynamic Range (HDR).

A experiência de áudio também será transformada, proporcionando um som imersivo que permitirá aos telespectadores a sensação de estar imersos no ambiente que estão assistindo. Isso significa uma experiência de entretenimento mais envolvente e realista.

Outra característica importante da TV 3.0 é o aumento do controle nas mãos dos telespectadores. Isso inclui não apenas a capacidade de selecionar e personalizar o conteúdo, mas também de interagir de maneira mais significativa com a programação e os dispositivos. A próxima geração de televisão trará uma experiência de entretenimento mais rica e personalizada para os consumidores, abrindo novas possibilidades e promovendo uma revolução na forma como consumimos conteúdo audiovisual.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários