21/05/2024

Discord anuncia recurso para que adultos monitorem menores de idade

Aplicativo de mensagens muito popular no Brasil, o Discord, esteve relacionado a muitas polêmicas nas últimas semanas.

O Discord esteve envolvido em polêmicas nos últimos dias após a repercussão de casos de violência e abuso contra crianças em grupos a partir da plataforma. Com isso o alerta sobre o ambiente virtual ficou ligado e agora será possível monitorar menores de idade e seu uso por lá. 

Discord

Através do Family Center (ou Central da Família em português), os responsáveis terão acesso ao que menores de idade fazem por meio da plataforma. Semelhante ao que o Tiktok fez recentemente.

O novo recurso começou a ser liberado nesta terça-feira, 11. Não é considerado um espião das conversas, mas essa atualização oferece aos pais e responsáveis uma noção das pessoas com quem os menores estão interagindo, além deles saberem melhor sobre o funcionamento do Discord. 

Savannah Badalich, diretora sênior de políticas do Discord, em conversa com Tilt – do Uol, afirmou que o interesse maior é que os pais estejam cientes do que se trata a plataforma, entendam como funciona o Discord. 

“A razão por que queremos pais na plataforma é porque eles não entendem o Discord, e isso torna difícil ter conversas boas com seus filhos sobre segurança”.

Aplicativo de bate-papo por texto, voz e vídeo, o possui servidores privados dedicados a uma variedade de tópicos. Eles podem ser públicos ou privados. Sabendo que no último caso, o acesso é restrito apenas por meio de convite.

Dentro desses servidores, existem canais designados por hashtags (símbolo de jogo da velha), destinados à discussão de temas relacionados. A plataforma também permite interações individuais entre os usuários. 

Atualmente, o Brasil está entre os cinco principais países em número de usuários no Discord, no entanto, a empresa não divulga o número de usuários menores de idade na plataforma. No entanto, um dos motivos para a criação da Central da Família é a grande presença desse público no site.

“Criamos [a Central da Família] porque há mais adolescentes e jovens na plataforma e nós temos a responsabilidade de mantê-los seguros. Sabemos que pais e responsáveis são parte do processo”, disse Savannah Badalich.

Para utilizar o novo recurso do aplicativo é necessário atualizá-lo. Após a atualização do aplicativo Discord, será introduzido a Central da Família. 

Nessa funcionalidade, o filho poderá gerar um QR code que deve ser escaneado pelo app do responsável, que também terá acesso à Central da Família. Ao conectar as contas, o responsável receberá informações como amigos recentemente adicionados, servidores nos quais a criança entrou ou participou, bem como os usuários com os quais ela teve conversas diretas ou em grupo, seja por mensagem ou chamadas. 


Vale ressaltar que os pais não terão acesso ao conteúdo das conversas dos filhos. Além disso, uma vez por semana, o aplicativo enviará um relatório com informações sobre a atividade da criança para o e-mail do responsável.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários