03/07/2022

Internet das Coisas: Amazon oferece vagas em cursos gratuitos; saiba mais!

São cursos em diversas áreas.

A Amazon está disponibilizando diversos cursos gratuitos que possuem formações curtas. A única exigência é que o candidato possua um nível de inglês básico. Os cursos são realizados na plataforma digital da AWS Skill Builder, e as áreas englobam Análise de Dados, Computação sem Servidor, Internet das Coisas e Segurança.

amazon[
Foto: Reprodução Internet

A Amazon orienta os estudantes a encontrarem o conteúdo de maior relevância para seu plano de carreira e nível de habilidade.

Outro programa é disponibilizado pela Amazon. Trata-se do AWS re/Start, totalmente voltado para a Tecnologia da Informação que oferece cursos de especialização e desenvolvimento de habilidades práticas.

Para consultar as vagas e se inscrever, o candidato deve acessar o site oficial do programa.

LEIA TAMBÉM:

–> Amazon compra espaço publicitário na programação da Globo

–> Amazon anuncia aumento na sua assinatura Prime

–> Amazon é notificada pelo Procon de São Paulo por cupons de desconto

Amazon Web Services

A Amazon Web Services (AWS) é uma plataforma de nuvem que oferece mais de 200 serviços de datacenters no mundo todo. São milhões de clientes.

A plataforma Amazon Web Services oferece serviços de tecnologias de infraestrutura, a exemplo da computação, data lakes, armazenamento e banco de dados tecnologias emergentes como machine learning e inteligência artificial, Internet das Coisas e análises.

CONFIANÇA

Uma pesquisa encomendada pelo The Washington Post apontou quais as empresas de tecnologia que os americanos menos ou mais confiam quando envolve privacidade de dados. De acordo com o levantamento, realizado com mais de 1.100 pessoas nos Estados Unidos, a Amazon foi a empresa que a maioria dos entrevistados mais confiam, com 53%.

Em segundo lugar ficou o Google, onde 48% dos entrevistados confiam na empresa, seguindo da Apple, que somente 44% dos entrevistados acham que a Apple lida de forma responsável com as informações pessoais e dados de atividade dos usuários. Enquanto que a Microsoft conquistou a confiança de 43% dos entrevistados. Esses dados estão relacionados a categoria de empresa que só os entrevistados mais confiam.

Carolina Veneroso
Carolina Veneroso
Jornalista, formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atua como repórter, redatora e com produção de conteúdo há 5 anos. Apaixonada por entrevistar e conhecer pessoas e novas histórias.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
2
0
O que você acha? Comente!x