03/07/2022

Claro Brasil planeja levar fibra óptica para 3 milhões de casas em 2022

Projeto foi anunciado pela sua controladora, a mexicana América Móvil, que notou o crescimento da tecnologia em municípios onde a tele atua.

Durante conferência sobre os resultados do quarto trimestre de 2021 e do consolidado de 2021, que aconteceu nesta quarta-feira (9), a América Móvil, empresa mexicana controladora da Claro Brasil, revelou que planeja ter 3 milhões de casas conectadas (HPs) com fibra óptica no território nacional ao longo de 2022.

O projeto foca no crescimento da companhia no segmento de banda larga fixa. “Fizemos dois milhões de HPs com fibra em 2021 e vamos fazer três milhões neste ano. Com mais cobertura, nós vamos crescer na banda larga“, afirmou o CEO da América Móvil, Daniel Hajj.

A Claro terminou o ano de 2021 com 3,2 milhões de HPs em 168 cidades. Oscar Von Hauske, diretor de operações fixas da América Móvil, percebeu que a tecnologia fibra óptica está sendo utilizada em todos os municípios em que a operadora atua. Em paralelo, a convergência com serviços móveis e pacotes de 1 Gbps também fazem parte da estratégia de retomada do crescimento.

A Claro já perdeu mais de 100 mil acessos em 2021. Na conferência, Daniel Hajj afirmou que o setor está altamente competitivo e marcado com a entrada constante de novos entrantes.

LEIA TAMBÉM:

–> Claro Brasil registra receita de R$ 39,72 bilhões em 2021

–> Claro se junta ao Parque Tecnológico Itaipu para buscar soluções tecnológicas para o agronegócio

–> Claro, Embratel, Ericsson e USP se unem para desenvolvimento de soluções 5G

Telefonia Celular

Durante a conferência, a empresa destacou o crescimento contínuo da Claro na telefonia móvel pós-paga, mas também percebeu que o pré-pago no Brasil não tem apresentado um bom desfecho com no México, devido a desaceleração da economia brasileira em 2021.

Entretanto, Daniel Hajj se mostrou otimista com a disponibilidade de aparelhos, com possível normalização da crise dos componentes na segunda metade do ano.

“As coisas estão melhorando. É diferente, pois o fornecimento para aparelhos de alto custo é bom, enquanto o intermediário e baixo custo enfrentam maior escassez. No segundo semestre, isso deve estar normalizado”, afirma.

No quarto trimestre, a venda de aparelhos no Brasil caiu 19,4%, para R$ 393 milhões, sendo que no acumulado do ano, a queda foi de 3,1%, para R$ 1,248 bilhão.

Por fim, a América Móvil projetou a conclusão do spin-off das torres da empresa em uma nova companhia no segundo trimestre de 2022. Nos países onde atuam, os ativos já estão segregados, mas o fechamento e a distribuição de ações da nova torreira dependem da aprovação de autoridades mexicanas.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
1
0
O que você acha? Comente!x