InícioEconomia e NegóciosGlobo vende torres de transmissão para a IHS

Globo vende torres de transmissão para a IHS

Mesmo registrando saldo positivo no relatório financeiro do terceiro trimestre de 2021, a companhia quer arrecadar dinheiro e reduzir gastos.

De acordo com informação divulgada nesta quarta-feira (1º), o Grupo Globo vendeu 17 torres de transmissão em diversas cidades do país para a empresa IHS, da Nigéria. O objetivo é arrecadar mais dinheiro para o investimento em novas produções, além de cortar custos com operação.

O acordo já foi aprovado pelo Cade (Conselho de Administração de Defesa Econômica). O conselho aprovou a transação sem remédios, argumentando que a IHS tem apenas 20% de participação no mercado de torres no Brasil.

Segundo o colunista Gabriel Vaquer, do site Notícias da TV, o acordo entre a Globo e IHS começará a valer a partir de janeiro de 2022. No entanto, mesmo vendendo as torres, a líder de audiência continuará utilizando-as, onde os seus transmissores estão instalados.

Dessa forma, o que muda é que as torres não serão mais exclusividade do Grupo Globo, pois a empresa nigeriana passará a ser responsável por toda a infraestrutura do parque tecnológico, podendo até ceder a estrutura para outras emissoras.


LEIA TAMBÉM:

–> Globo irá encerrar sinal do seu canal internacional na Europa

–> HBO Max incluirá novelas e séries da Globo na América Latina e Caribe

–> De novo? Vivo oferece descontos nas assinaturas do Globoplay, Starzplay e Paramount+

O sinal digital da companhia brasileira continuará sendo transmitido pelas torres, mas os gastos com a infraestrutura serão reduzidos em milhões de reais, que era direcionado para a manutenção das estruturas. Além da venda das torres, a Globo vendeu 16 imóveis onde estão instaladas as antenas, que foram comprados pela empresa San Gimignano.

De acordo com documento do processo no Cade, a empresa vendeu as torres de transmissão para solucionar dois problemas de uma vez, sendo que o maior deles envolve os custos de operação, que é o principal motivo de atenção da Globo, atualmente.

A empresa espera reduzir em até 25% os gastos em operações. No documento, ela afirmou que “é uma oportunidade de desinvestimento de ativos, proporcionando a redução de custos com uma atividade secundária ao negócio principal“.

O valor da venda não foi divulgado, mas fontes do mercado, segundo o site BNews, transações como essas não são realizadas por menos de R$ 200 milhões.

SourceBNews
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários