InícioTelefonia CelularTIM divulga resultados financeiros do trimestre

TIM divulga resultados financeiros do trimestre

Com a venda da Oi e o leilão 5G, TIM aguarda melhores resultados no mercado, mesmo apresentando crescimento no lucro líquido no último ano.

A TIM, operadora de telefonia celular, divulgou nesta segunda-feira (25), os resultados financeiros do trimestre. Depois de ter apresentado um resultado positivo no segundo trimestre, era esperado que a operadora tivesse alta nas ações, mas o mercado tem oscilado bastante.

Pietro Labriola, CEO da TIM

No segundo trimestre, a TIM teve um lucro líquido de R$ 681 milhões, um aumento de 154,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) normalizado somou R$ 2,10 bilhões, uma alta de 5,9%.

A receita líquida da TIM teve um total de R$ 4,40 bilhões, um crescimento de 10,5% em comparação ao período do ano anterior. De acordo com a revista Exame, na época, a TIM afirmou que o crescimento da operadora é a confirmação da trajetória de recuperação da empresa desde o terceiro trimestre do ano passado.

Ainda de acordo com a revista, o CEO da TIM, Pietro Labriola, afirmou em entrevista que a futura definição sobre o mercado poderá ser corrigida de forma positiva sobre o valor das ações da empresa, já que foi registrado uma queda de 7,27% no último ano.


LEIA TAMBÉM:

–> Claro, TIM, Vivo e Oi são intimadas pelo Procon Fortaleza

–> Vivo e TIM estão entre os 10 maiores devedores dos Estados Brasileiros

–> TIM Live oferta plano de banda larga fixa de 1Gbps

A TIM ainda sofre incertezas sobre o futuro, já que a operadora está em duas grandes movimentações neste ano: a concorrência no leilão do 5G que será realizado no dia 4 de novembro e a espera do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a compra da Oi pela própria operadora, pela Claro e pela Vivo.

Com isso, a TIM aguarda melhores resultados após o resultado do leilão do 5G e da venda da Oi. A Oi foi vendida por 16,5 bilhões para as três operadoras de telefonia celular em dezembro de 2020, mas ainda aguarda aprovação dos órgãos reguladores, como o Cade e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários