InícioTelefonia CelularPré-pago gratuito da TIM fica disponível em nova região

Pré-pago gratuito da TIM fica disponível em nova região

Operadora segue com a expansão do 4G e propaga novas estratégias para enfatizar liderança de cobertura.

Campanha da TIM - Captura de tela do site oficial
Campanha da TIM – Captura de tela do site oficial

Líder na cobertura 4G, a TIM começou a atuar de forma mais estratégica para angariar clientes e também destacar sua posição no fornecimento de conectividade móvel. Um dos meios oferecidos para propagar a internet móvel da marca é o TIM TOP Free, pré-pago “gratuito” da prestadora. Mas, como funciona na prática? Vale a pena?

Com o plano, os usuários ganham dados móveis gratuitos com a reprodução de anúncios. É um ganho dos dois lados, a empresa fatura ao exibir publicidade de terceiros para seus clientes e consegue oferecer o benefício para os consumidores que ainda não estão com um plano ou recarga ativa.

Cada um minuto de vídeo reproduzido equivale a um ponto. A troca pode ocorrer com o acúmulo de 150 pontos, que gera um bônus diário de 205 MB. O uso pode ser feito sem limitações de acesso, a não ser o quantitativo de dados móveis. Há ainda WhatsApp sem desconto na franquia.

Mas, não são todas as regiões que contam com o recurso. O mais novo estado a receber o TIM TOP Free, por exemplo, é Rondônia. Por sinal, não é uma coincidência que a operadora queira atender 100% do estado com 4G.


VEJA TAMBÉM:

–> TIM inicia oferta ‘controle’ com inclusão do Deezer Premium e mais de 30 GB

–> TIM Brasil planeja expandir infraestrutura 4G para cidades do Paraná

–> TIM pretende arrematar uma das faixas de frequência do 5G

Com o plano gratuito e pré-pago, a operadora tem uma estratégia de degustação para futuros clientes. Isso significa que a oferta permite consumidores e terem uma amostra da conectividade 4G da TIM e comecem a fazer recargas futuramente, ou até mesmo contratem um plano e fidelizem um investimento com a tele.

Os pré-pagos atuais, por exemplo, vendem pacotes com data de validade para inventar a aquisição frequente de recargas.

Com informações de TudoCelular

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários