Parada LGBTI+ virtual ganha patrocínio da TIM

Evento transmitido ao vivo terá shows dos artistas Gloria Groove e Johnny Hooker; saiba mais detalhes.

Divulgação TIM
Imagem: Divulgação TIM

O tradicional evento que estendia a bandeira do arco-íris pela Avenida Paulista e levava milhões de brasileiros para São Paulo terá uma realização diferente em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus.

A parada LGBTI+ será feita online e ao vivo, com patrocínio da operadora TIM. O evento está agendado para ocorrer neste domingo, 14, mesma data do tradicional evento da capital paulista.


Trata-se também de uma celebração ao “Dia do Orgulho LGBTI+” que é comemorado no dia 28 de junho.

Em comunicado, a TIM reforça seu posicionamento em prol de uma maior valorização e apoio à diversidade para construção de uma sociedade mais inclusive.

A marca, inclusive, lançou recentemente a campanha #OrgulhoConecta e atualizou seu logotipo nas redes sociais com as cores da bandeira do arco-íris. A ação é para incentivar o diálogo no ambiente digital.

Serão oito horas de transmissão da #ParadaSPAoVivo, das 14h às 22h. A transmissão será realizada, de forma simultânea, por mais de 12 canais no YouTube.

VIU ISSO?

–> TIM terá oferta relâmpago do Galaxy S10 e outros smartphones

–> Venda da Oi Móvel para TIM e Vivo ainda não é dada como certa

–> Intercel começa a operar com redes da TIM e Oi

Entre os convidados estão produtores de conteúdo, influenciadores digitais, artistas e shows especiais dos cantores Johnny Hooker e Gloria Groove. No ano de 2020, será a segunda ação da TIM voltada para o público LGBTI+.

Em janeiro, o Verão TIM teve um dia todo dedicado para o público, com shows dos mesmos cantores supracitados.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Eduardo Feitosa Ball Poll

Um LGBT+ que faz falta demais é o Freddie Mercury e o Chester do Linkin Park

Cidade - UF
Balsas - MA