InícioInternet Banda LargaForte tempestade solar pode causar 'apocalipse da Internet'; entenda

Forte tempestade solar pode causar ‘apocalipse da Internet’; entenda

Pesquisa que prevê o fim da internet foi apresentada na conferência SIGCOMM 2021, na última semana.

tempestade solar
Foto: Reprodução Pixabay

Há décadas, os cientistas estudam que uma tempestade solar extrema, ou ejeção de massa coronal, pode danificar as redes elétricas e causar blecautes prolongados.

As repercussões seriam sentidas em todos os lugares, desde as cadeias de suprimentos globais e transporte até o acesso à Internet e GPS. Menos examinado até agora, porém, é o impacto que tal emissão solar poderia ter na infraestrutura da Internet, especificamente.

Uma nova pesquisa mostra que as falhas podem ser catastróficas, especialmente para os cabos submarinos que sustentam a Internet global.

Na conferência de comunicação de dados SIGCOMM 2021, realizada na última na quinta-feira (26) , Sangeetha Abdu Jyothi, da Universidade da Califórnia, Irvine, apresentou o estudo: “Supertempestades solares: planejando um apocalipse da Internet “.

Seu trabalho é um exame dos danos que uma nuvem em movimento rápido de partículas solares magnetizadas poderia causar no mundo Internet. A pesquisa de Abdu Jyothi aponta uma nuance adicional para uma tempestade solar que causa um apagão: o cenário em que, mesmo que a energia retorne em horas ou dias, as interrupções em massa da Internet persistam.

VEJA TAMBÉM:

–> Pacaraima (RR) é a primeira cidade a receber o Internet para Todos

–> Roubo de cabos gerou apagão de serviços para 7 milhões de usuários

–> Operadoras são notificadas por apagão nas telecomunicações do Amapá

No entanto, há uma boa notícia: Abdu Jyothi descobriu que a infraestrutura local e regional da Internet estaria sob baixo risco de danos, mesmo em uma grande tempestade solar, porque a fibra ótica em si não é afetada por correntes induzidas geomagneticamente. Os vãos curtos dos cabos também são aterrados regularmente.

Mas, para longos cabos submarinos que conectam continentes, os riscos são muito maiores. Uma tempestade solar que interrompe vários desses cabos ao redor do mundo poderia causar uma perda massiva de conectividade, cortando os países na fonte, mesmo deixando a infraestrutura local intacta. Seria como cortar o fluxo de um prédio de apartamentos por causa de um rompimento do cabo principal.

“O que realmente me fez pensar sobre isso é que, com a pandemia, vimos como o mundo estava despreparado. Não havia nenhum protocolo para lidar com isso de forma eficaz, e é o mesmo com a resiliência da Internet ”, disse Abdu Jyothi.

“Nossa infraestrutura não está preparada para um evento solar em grande escala. Temos um entendimento muito limitado de qual seria a extensão do dano. ”, completou.

A América do Norte e algumas outras regiões têm padrões e procedimentos mínimos para operadores de rede relacionados à preparação para tempestades solares. Thomas Overbye, diretor do Smart Grid Center da Texas A&M University, diz que as operadoras de rede fizeram alguns progressos na redução do risco nos últimos 10 anos. Mas ele enfatiza que, uma vez que os distúrbios geomagnéticos são tão raros e relativamente não estudados, outras ameaças de coisas como eventos climáticos extremos ou ataques cibernéticos estão cada vez mais tendo prioridade.

O lado da infraestrutura da Internet contém ainda mais incógnitas. Abdu Jyothi enfatiza que seu estudo é apenas o começo de uma pesquisa interdisciplinar muito mais extensa que precisa ser feita para entender completamente a escala da ameaça.

Embora as fortes tempestades solares sejam extremamente raras, os riscos são perigosamente altos. Uma interrupção prolongada da conectividade global dessa escala afetaria quase todos os setores e pessoas na Terra.

Com informações de Wired

CONTEUDO RELACIONADO
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES