InícioInternet Banda LargaRoraima fica sem internet durante 5 horas

Roraima fica sem internet durante 5 horas

Esta é a primeira vez que o estado ficou totalmente offline.

Cabos rompidos deixam Roraima sem internet durante 5 horas

Neste domingo, 29 de agosto, o estado de Roraima ficou completamente sem acesso a serviços de telecom entre 9h e 14h, totalizando 5 horas offline. Com isso, os usuários não podiam acessar a internet, realizar ligações ou acessar sistemas bancários.

Como a infraestrutura é compartilhada, clientes das operadoras Oi, TIM, Claro e Vivo foram afetados. Segundo a Oi – umas das principais operadoras que fornecem conectividade para o estado – o problema foi resultado do rompimento de dois cabos de fibra óptica. Um desses rompimentos foi provocado por “obra de terceiros” no município de Caracaraí, na região Sul do estado.

Segundo Roberto Câmara de Araújo, professor da Universidade Federal de Roraima (UFRR) e coordenador local da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), esta é a primeira vez que o estado fica totalmente offline. Em falhas anteriores, houve queda na velocidade, mas não a interrupção total.

“Nos nossos levantamentos, foi a primeira vez, mas falta consultar outro banco de dados para confirmar. Acredito que essa seja a primeira vez que isso ocorreu em todo o estado”, informou o professor.

VEJA TAMBÉM:

–> Pacaraima (RR) é a primeira cidade a receber o Internet para Todos

–> Roubo de cabos gerou apagão de serviços para 7 milhões de usuários

–> Operadoras são notificadas por apagão nas telecomunicações do Amapá

Segundo o governo de Roraima, o acionamento do Corpo de Bombeiros não teve alterações. Já os sistemas de Segurança Pública enfrentaram “alguns momentos de instabilidade”. Na rede de saúde, as fichas são feitas manualmente e os exames são impressos durante a falta de internet.

Em Boa Vista, capital do estado, a prefeitura informou que o apagão não afetou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ou Guarda Municipal, pois os sistemas funcionam via rádio. A queda da internet foi mais sentida pelos comerciantes locais, que os impediram de utilizar sistemas de pagamento como cartões de crédito, débito ou Pix.

Com informações do G1.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
CONTEUDO RELACIONADO

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES